Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos Led Zeppelin - Blog - Cultura Inglesa

Tag: Led Zeppelin

Thiago Pethit emocionou São José dos Campos com seu glam rock

4 anos atrás ----- 18CIF Blog Cultura Inglesa

 

thiago pethit sao jose

#18CIF trouxe muuuuita gente para o Hocus Pocus, em São José dos Campos, na sexta passada. Com pouco mais de uma hora para as portas da casa se abrirem, a fila do lado de fora já virava a esquina, e a casa lotou!

Os shows da noite começaram com o cover de Led Zeppelin feito pelos meninos do The Immigrants. O vocalista, Alex Rangel, encarnou o próprio Robert Plant. Ao longo do show, os principais clássicos da banda animaram o público, que, apesar de jovem, acompanhou cantando músicas como Kashmir, Stairway to Heaven e Black Dog.

Depois de alguma espera, finalmente chegou Thiago Pethit, a atração principal da noite. Todo glammed-up, com estrelas pintadas no rosto e um lenço amarrado no pescoço, ele chegou cantando Rebel Rebel, dançando timidamente e se apresentando ao público: “I’m Mr. David Bowie“.

A mesma música foi escolhida para fechar o show, e, só com o contraste entre a primeira e a última performance, qualquer um poderia pelo menos imaginar tudo que aconteceu no meio. Depois de uma noite com muito Bowie, T. Rex, Lou Reed e músicas do próprio Pethit, público e cantor já estavam praticamente íntimos.

Quando chegou a hora da segunda Rebel Rebel da noite, as estrelas em seu rosto já tinham derretido com o suor, e os passos de dança não mostravam mais nenhum traço de timidez. Em meio a muitos pulos, sorrisos e palmas, o cantor revelou ao público (que com certeza com concordou) : Esse foi o show mais divertido da minha vida

Para fechar a noite com chave de ouro, teve discotecagem do Coletivo YOUNG, com uma seleção de músicas britânicas que não deixaram ninguém ficar parado.

Se você perdeu, fique ligado: o último e principal show do #18CIF ainda está por vir! The Jesus and Mary Chain, Los Campesinos!, Monique Maion e muito mais tocam no Memorial da América Latina no dia 25 de maio. Já garantiu o seu ingresso? Nós nos vemos lá! 😉

TOP 10 #18CIF – Bixiga 70 + Led Zeppelin

4 anos atrás ----- 18CIF Blog

.
A banda paulistana Bixiga 70 irá homenagear o Led Zeppelin no palco do 18º Cultura Inglesa Festival em Santos! Separamos 10 músicas dessas duas bandas, que possuem algo em comum: não deixam ninguém parado nas apresentações! Está difícil segurar a ansiedade pra ver esse show, vai ser imperdível!

Vai ser dia 16 de maio, às 21h, na Capital Disco. E de graça! No mesmo dia ainda tocam Os Pícios e Rádio:Vinte (as duas de Santos). Veja mais informações aqui.

Os vencedores do Let’s Rock Together 2014!

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

lrt_resultados

Você votou, e já temos as três primeiras bandas confirmadas do 18º Cultura Inglesa Festival:

☆ Rádio:Vinte tocando Coldplay em Santos

The Immigrants tocando Led Zeppelin, em São José dos Campos

Mataram Meu Mestre tocando Black Sabbath, em Sorocaba

As três bandas venceram a votação do Let’s Rock Together em suas respectivas cidades, conheça um pouco das bandas que participaram da votação aqui.

Veja as atrações já confirmadas no Festival! E acompanhe as novidades aqui pelo blog, ou no Twitter e Facebook do Festival 😉

Conheça as bandas brasileiras do próximo Festival! Você escolhe a que toca em SP

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

run&roll

.
Lembra do concurso Let’s Rock Together? Agora ele virou Run’n’Roll!

Alunos e staff da Cultura novamente podem escolher qual tributo britânico querem ver no palco do Festival.

E, este ano, além de continuar escolhendo a nossa atração nacional, agora você pode correr por ela!

Com percursos de 5 e 10 km, o Run’n’Roll é a primeira corrida gratuita para alunos e funcionários da Cultura. E ela vai ser essencial para a programação do 18CIF. Isso porque, quando você se inscreve, além de poder chamar um amigo para participar junto, você pode escolher a banda pela qual vai correr. E o voto de quem corre vale o dobro!

A corrida acontece no dia 30 de março de 2014, por tanto, ainda dá tempo de começar a mexer as cadeiras! Tanto as inscrições para o evento quanto a votação vão até o dia 24 de março.

Conheça as bandas e os respectivos homenageados britânicos para votar consciente (clique na foto abaixo para saber mais e aqui para votar):

Atenção: as vagas para a corrida já se esgotaram, mas você ainda pode votar normalmente no hotsite.
.

Monique Maion toca Amy Winehouse

monique_amy

.
Bixiga 70 toca Led Zeppelin

bixiga_led

.
Thiago Pethit toca o Glam Rock Britânico

pethit_bowie

.
Para votar, acesse o hotsite do Run’n Roll

 

O olhar feroz que não perdoa nem os Beatles

7 anos atrás ----- Blog

A imprensa britânica, sem dúvidas, é parte forte da cultura da nossa ilha predileta. E não estamos falando só dos tablóides e seus escândalos de arrepiar os cabelos: a diversão mesmo está nas críticas e resenhas musicais.

Dentre os vários veículos que cobriram a vanguarda da música pop, destacavam-se o Melody Maker e o New Musical Express – ambos acabaram por se juntar em 2000, fruto da briga voraz dos publishers ingleses e da disseminação do fabuloso advento da internet.

Se o senso de humor mordaz faz parte do “ser inglês”, não poderia deixar de ser diferente com as críticas dos álbuns. Alan Smith, um dos papas do jornalismo musical britânico, em 1968, intitulou sua resenha do White Album dos Beatles como “The Brilliant, the Bad, and the Ugly” – não perdoou John Lennon e sua Revolution #9, classificando-a como “exemplo pretensioso de imaturidade idiota”. Tenso, não?

E não era só os Fab Four que a imprensa malhava. No documentário It Might Get Loud, de Davis Guggenheim, a lenda viva Jimmy Page mostra seu descontentamento ao dizer que a crítica não entendia o som da banda, principalmente depois de darem uma resenha de um parágrafo para o disco IV – sim, o disco que tem Black Dog, Starway To Heaven e Rock N Roll. Um parágrafo!

[youtube width=”650″ height=”325″]http://www.youtube.com/watch?v=owmrpWyTdxQ [/youtube]

De qualquer forma, os registros estão todos aí e valem um bocado de diversão procurar o que a crítica falou do seu álbum favorito da sua banda predileta – mesmo que seja apenas pra ficar com aquela raivinha na ponta do estômago, sabe? Como assim um parágrafo para o disco IV?!

O livro Beijar o Céu, do jornalista Simon Reynolds, com seus textos da época de editor do Melody Maker e repórter da NME, entre outros veículos, conta muito dessas histórias. Esta à venda no Brasil, vale a pena!