Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos Food - Blog - Cultura Inglesa

Tag: Food

TOP 5 – British recipes that can mess with your head

4 anos atrás ----- Cultura Inglesa Read All In English

Some people say Italy, France, Brazil and other countries have “cuisine”, while Britain has just “food”– but the truth is that, little by little, this has been proven to be nothing but a myth.

After all, British cuisine has been changing and adapting itself for a while now and it’s definitely prospering (not by accident, a lot of british chefs have actually become worldwide known celebrities).

Still, if you try to get to know traditional british food better, you might find some aspects of it a little weird. That’s because we’re not used to some of the UK’s favorite ingredients, and even when they’re cooking “normal” things, they still manage to do it in some pretty bizarre ways… Also, they’ve got a whole lot of different pies and puddings, and you can never really tell if they’re sweet or savoury.

We’ve selected a list of typical british recipes that can get you pretty confused – do you think you can tell which ones are sweet and which ones are savoury?

 

Top5  Yorkshire Puddings

76fbe74258da8bc1371ed0018bc83589

Yes, they’re called puddings, but, no, they don’t look like the puddings we’re used to eating in Brazil. They say these fried pastries were invented in order to reuse the fat that drops from roasted meat.

So, you get it, right? They’re definitely not served as dessert. Check out the recipe here.

Top4 Steak and Ale Pudding

7744012_orig

Now, this pudding might look a little more familiar to you than the first one. But this one is savoury! “Steak and Ale Pudding” is – obviously – made of steak. You can see the recipe here.

Top3 Ecclefechan Tart

Ecclefechan-tart-1

At this point, you’ve probably already realised that the fact that something is called a “pie” does not mean it tastes like one.

That pie looks like a pizza, right? But hold the phone! This Scottish pie is actually sweet. The filling has raisins and walnuts. Oh, by the way, Ecclefechan is a small village in Scotland. Check out the recipe here.

Top2 Black Bun Cake

black bun cake

This one might look like what Brazilians call “empadão”, which is savoury, but that dish is called cake. Ok, another hint: the Black Bun Cake is generally served at New Year’s Eve at… dessert time!

Yes, it’s a cake, and it’s sweet. Recipe: here.

Top1 Stottie Cakes

stottie cakes

Stottie Cakes! This is easy, they’re called cakes and, by the picture, you can tell they’re sweet.

Actually, they’re a sort of Scottish bread, and are therefore: savoury! Stottie cakes are usually filled with ham, bacon or sausages. Check out the recipe here.

.
Do you wanna get to know the British cuisine a little better 
and learn how to cook lots of different recipes? Go to our Pinterest board “British Cuisine”!

.

TOP 5 – Comidas inglesas que podem te enganar

4 anos atrás ----- Cultura Inglesa

Dizem por aí que os países têm “culinária” e o Reino Unido só tem “comida” – mas, pouco a pouco, essa fama vem se desfazendo. A cozinha britânica vem se modernizando há um tempinho, e, hoje em dia, uma grande parte dos chefs mais famosos do mundo vêm do UK.

Mesmo assim, se você for procurar conhecer um pouco melhor a gastronomia britânica tradicional, vai ficar, no mínimo, intrigado. Não estamos acostumados a alguns dos ingredientes que eles curtem usar, e, mesmo quando o conteúdo do prato é comum, ele pode vir apresentado da maneira mais bizarra possível. Além disso, eles têm mil tortas e pudins diferentes, que – veja só – podem ou não ser doces. Selecionamos os pratos típicos britânicos que, além de gostosos, podem te confundir – será que você consegue distinguir qual é doce e qual é salgado?

 

Top5  Yorkshire Puddings

 

76fbe74258da8bc1371ed0018bc83589

Sim, eles são chamados de pudim, mas, não, eles não se parecem com o pudim que você conhece.
Diz-se que esses bolinhos fritos surgiram como maneira de reutilizar a gordura que sobrava (e pingava) de carne assada no espeto. Entendeu, né? Eles não são servidos na hora da sobremesa, não.
Veja a receita aqui.

Top4 Steak and Ale Pudding

 

7744012_orig

Esse pudim pode até ser um pouco mais parecido com o que você conhece. Mas quem sabe o nome já tenha entregado a charada… O Steak and Ale Pudding é feito de carne.
Veja a receita aqui.

Top3 Ecclefechan Tart

 

Ecclefechan-tart-1

Até aqui, você já aprendeu que o fato de um prato se chamar “torta” e ter cara de torta não quer dizer nada.
Olhando o recheio dessa daqui, salames e carnes secas podem vir à cabeça. Mas não… Essa torta escocesa é doce mesmo.
Veja a receita aqui.

Top2 Black Bun Cake

 

black bun cake

Parece um empadão, mas tem nome de bolo…
O Black Bun Cake geralmente é servido na noite de Ano Novo – na hora da sobremesa.
Veja a receita aqui.

Top1 Stottie Cakes

stottie cakes

Os Stottie Cakes podem até parecer estar repletos de açúcar, nessa foto.
Mas eles não são bolinhos, e sim pãezinhos (salgados) escoceses, geralmente recheados com presunto, bacon e linguiças.
Veja a receita aqui.

Conseguiu acertar qual comida é o quê? Conheça melhor a culinária britânica – a tradicional e a moderna -, aprendendo várias receitas no nosso Pinterest!

.

[The Insider] At the backstage of Jamie Oliver’s restaurant

4 anos atrás ----- Blog Read All In English

versaoPT.

.

Jamie Oliver is a phenomenon. He’s a genius cook, a millionaire, the owner of an empire that employs more than 4 thousand people and, if all this wasn’t enough, Jamie has been recently voted Britain’s favourite celebrity chef.

His fame kicked off in 2002 after opening the Fifteen at 15 Westland Place in London, his first (and still most cherished) restaurant.

It was here that Jamie Oliver became a TV celebrity, started his successful charity foundation and gave birth to his thriving restaurant chains.

The Blog popped into the restaurant to talk to two of its senior workers and to investigate its backstage and some of the stories behind Britain’s favourite chef – including the reason why he loves Brazilians so much. Watch it above!
.

The main dish (a haddock fish) ↑
The kitchen ↑

 

The menu ↑
Fifteen’s building ↑

 

[The Insider] Será esse o melhor fish & chips da Inglaterra?

4 anos atrás ----- Blog The Insider The Insider

fishchips

.
A gastronomia britânica talvez tenha pratos bem mais interessantes, mas ainda não apareceu nenhum que conseguisse destroná-lo.

O famoso fish and chips é o prato mais famoso do Reino Unido por uma questão muito simples: sua popularidade.

“I used to eat fish’n’chips at least once a week when I was a kid”, lembra o engenheiro Ian Douglas, 30 anos, um bloke de Grimsby, cidade costeira do leste da Inglaterra.

Ainda hoje, embora seu consumo tenha diminuído nas grandes cidades devido à concorrência da globalização gastronômica (tem até restaurante de “pf” brasileiro na Inglaterra atualmente), esse simples prato de peixe frito com batata frita resiste bravamente (veja sua história aqui)

Junto com o Ian Douglas, o blog do Festival pegou a estrada para o norte para ir atrás de um dos mais tradicionais fish and chips do Reino Unido.

Grimsby e Cleethorpes, sua cidade vizinha (a da foto acima), têm bastante tradição na indústria pesqueira e estão cheias de restaurantes e botecos especializados em fish and chips.

E um desses restaurantes em especial atrai gente de toda a Inglaterra. É esse da foto abaixo, o Steel’s, que fica em Cleethorpes:

steels-cornerhouse-restaurant

Por fora, nada de mais. Mas lá dentro, a viagem de quatro horas de Londres até Cleethorpes começa a valer a pena.

Das cortinas ao uniforme das garçonetes, do aniversário da senhora que completava 60 anos ao bom humor do menu, tudo ali neste restaurante de 1946 é inconfundivelmente britânico.

.
Screen Shot 2014-03-07 at 16.42.16
[ Lista de compras no menu do Steels’ ]

.
Mas vamos ao fish and chips!

Primeiro, você tem de escolher o tipo de peixe: haddock ou plaice (haddock é o que mais sai).

Depois, decidir se quer algum acompanhamento. Salada, feijão de lata ou coleslaw são pedidas comuns. Mas se você está no norte da Inglaterra, o padrão é pedir mushy peas, um purê de ervilha.

Ah, no Steel’s, quando você pede o fish & chips, ganha uma entrada com pão com manteiga e chá.

O peixe vem num prato enorme, junto com os sachês de ketchup, maionese e molho tártaro (vá sempre de molho tártaro!).


A aparência do prato não é exatamente sofisticada. Mas nem precisa, porque não se trata de um restaurante francês e também porque em vinte minutos não sobra nada mais para contar história, nem uma mísera batata.

O peixe é realmente especial: macio, fresco, sequinho e com um batter (a fritura que cobre o peixe) crocante tão gostoso quanto a batata.

O haddock é pescado ali na cidade mesmo.

A batata frita é maior e mais gordinha das que vemos por aí, e o “mushy peas” dá um toque cremoso ao peixe.

Ou seja, é tudo de fato uma delícia e vale cada quilômetro da viagem.

O Steel’s realmente é especialista no assunto. Não é à toa que recebe ingleses de todos os cantos do país e às vezes a fila de espera se estende pela calçada.

Ian, experiente comilão de fish & chips, confirma que este é seu restaurante preferido quando o assunto é fish and chips.

E sugere uma caminhada pela promenade da pequenina cidade para fazer a digestão, onde os restaurantes e pubs dividem espaço com os arcades tão característicos das cidades litorâneas da Inglaterra.

Se você vai para o UK e se animou a comer o — tudo indica — melhor “fish’n’chips” do país, siga as coordenadas.

.

13_CIF_insider_Grimsby 

TOP 5 – Dicas para o chá perfeito, segundo George Orwell

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

TheunusualhabitsofGeorgeOrwell1 .

.
O escritor inglês George Orwell é famoso por obras como “A Revolução dos Bichos” e “1984”, mas pouca gente conhece um artigo que ele escreveu em 1946 para o jornal
Evening Standard, de extrema relevância para qualquer inglês que se preze. No texto, as 11 regras necessárias para se preparar a xícara de chá perfeita. A partir desse artigo esquecido no tempo, montamos um top 5 com dicas para você preparar o melhor cuppa da sua vida!

Top5 O chá certo

 

3e622acb64bdb3490735125727e4f3cc

Antes de começar, vale lembrar que o termo “chá” mencionado por Orwell ao longo do artigo não inclui em seu sentido as infusões. Aquele chazinho de Camomila que você toma antes de dormir, cientificamente e inglesamente falando, não faz parte do clube;  somente os pretos, verdes, brancos, oolong e amarelos são considerados chás. Aliás, existe ainda outro “clube”: na opinião de Orwell, são só os chás indianos ou do Sri Lanka (antigamente conhecido como Ceilão – daí o Ceylon Tea) os realmente apreciáveis. Para ele, “qualquer um que já tenha usado a reconfortante frase ‘uma boa xícara de chá‘ estava invariavelmente falando de um chá indiano”.

Top4 Se você ama chá, nada de saquinhos

 

loose leaf tea

É importante frisar que o seu chá tem que ser forte. Orwell aborda isso com uma das frases mais famosas desse seu artigo, que diz que “todo verdadeiro amante do chá não apenas gosta de um chá bem forte, mas gosta dele cada vez mais forte, a cada ano que passa”. Isso quer dizer que você não pode preparar seu cuppa com pouco chá, e também que deve se atentar à maneira como a erva é colocada na água.

Primeiramente, nada de saquinhos! As folhas devem estar livres, leves e soltas.  E isso quer dizer sem coador, também. Aquelas “cestinhas” bonitinhas para deixar a erva e depois tirar? Nem brincando. “Uma pessoa pode ingerir folhas de chá em quantidades consideráveis sem nenhum dano à saúde, e, se o chá não estiver solto no bule, sua infusão nunca estará correta”, o escritor ensina.

Top3 Olho na chaleira

 

Keep Calm and Put the Kettle On 2

Nem pense em deixar sua água esquentando enquanto você vai fazer outra coisa. É preciso ficar de olho na kettle (ou na chaleira), e ficar bem esperto para, na hora exata em que a água começar a ferver, servi-la no bule (sim, segundo Orwell o bule é indispensável), onde aquelas folhas livres, leves e soltas já estavam antes. Aí, chacoalhe tudo, espere as folhas se acalmarem lá dentro, e você estará pronto para o próximo passo…

Top2 Xícara ou caneca?

 

1459b53f2b9f0bd6a652d341f2db3193

O recipiente para você misturar as folhas de chá com a água deve ser um bule, feito de porcelana ou de barro. Mas você também deve atentar para onde o precioso líquido vai depois! Orwell diz que o melhor recipiente para seu chazinho não é a xícara, e sim a caneca. Nela, cabe muito mais chá.

Top1 Leite: sempre. Açúcar: nunca

 

SONY DSC

Tudo bem, a xícara da foto ali de cima não está condizendo com as “regras de Orwell”, mas ela ilustra perfeitamente duas das dicas de que vamos falar agora. Primeiro, o acompanhante perfeito para o chá britânico é o leite. Por mais estranho que isso possa parecer para a gente, essa não é nem uma regra orwelliana (vamos combinar que ele tem algumas bem excêntricas), e sim uma regra de todo o seu país: os ingleses bebem seus chás com leite, igual fazemos por aqui com o café.

A segunda regra que essa foto ilustra está de acordo com os ensinamentos do escritor: a ordem na qual você põe as coisas na xícara – ou melhor, na caneca – faz toda a diferença. O mais adequado é colocar o leite depois do chá. Assim, “você pode regular exatamente a quantidade de leite que você quer, enquanto que, se fosse ao contrário, é possível que você coloque leite demais”. Seguindo essas regras, seu chá à la Orwell está quase pronto. Você só não pode se esquecer de uma coisinha: nada de açúcar! Você precisa sentir o gosto do chá. Nosso amigo George tem algo a dizer sobre isso: “Você pode fazer uma bebida bem parecida, dissolvendo açúcar em água quente“!

(Se quiser dicas menos literárias, vá ao site do United Kingdom Tea Council. Bom chá!)

.

[The Insider] Londres de comer

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa The Insider

londonedible


Do que você acha que é feita essa paisagem de Londres?

Anote a receita: aspargos, melancia, feijão verde, tomate cereja, milho, brócolis, abobrinha e outros vegetais, frutas e legumes selecionados.

Essa paisagem faz parte da série “foodscapes” (food + landscapes) do fotógrafo inglês Carl Warner. Sim, Carl realmente monta o cenário com comida de verdade para tirar suas fotos!

A “foodscape” de Londres que você vê no alto deste post (e abaixo em detalhes) levou três semanas para ficar pronta e demandou a ajuda de cinco peritos em maquete. Ela foi criada por Carl a pedido do canal culinário Good Food. Veja mais detalhes sobre os alimentos que cada monumento londrino contém aqui.

Não é um bom jeito de fazer criança comer salada?

Mais foodscapes do fotógrafo inglês no seu site oficial.

.

.

TOP 5 – Chefs britânicos

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

Por muito tempo, a cozinha britânica foi conhecida no mundo inteiro por ser… péssima. Muito se especula sobre o porquê disso, mas o que importa mesmo é que, hoje, isso virou lenda.

Assim como a cidade de Londres, que teve na imigração a chance de crescer e se tornar cada vez mais rica e atraente, a culinária britânica se aprimorou após assimilar os novos sabores que compunham toda essa diversidade cultural. 

Hoje em dia, renovado, o Reino Unido é a terra de muitos dos chefs mais conhecidos do mundo.

Conheça melhor alguns deles no nosso TOP 5 – Chefs Britânicos!

 

  Top5 Marco Pierre White

marco-pierre-white

Apesar de não muito famoso no Brasil, Marco Pierre White foi o primeiro chef-celebridade do Reino Unido. Pioneiro em misturar a culinária europeia moderna com receitas e produtos tradicionalmente britânicos,  ele foi o mais jovem chef a receber a nota mais alta – três estrelas – no prestigioso Guia Michelin. De temperamento explosivo, ele costuma implicar bastante com Gordon Ramsay (além de estarem nessa lista, os dois chefs já trabalharam juntos, e, em 2007, Marco pegou o lugar de Gordon no programa de reality show britânico Hell’s Kitchen)

 

Top4 Nigella Lawson

67875292-nigella_4664b

Nigella tem aparecido bastante na mídia por conta de escândalos de sua vida pessoal. Mas o horário reservado para ela toda semana no canal GNT não tem nada a ver com isso, e sim com o talento dessa chef inglesa. Formada em jornalismo, ela começou a carreira gastronômica como crítica de restaurantes, mas só foi mergulhar de cabeça de vez nesse mundo quando publicou, em 1998, seu primeiro livro de culinária: How to Eat. Dois anos depois, seu segundo livro, How to be a Domestic Goddess, lhe trouxe o título de Melhor Autora do Ano no British Book Awards. A chef, além do programa de TV, tem quatro livros publicados no Brasil: Na Cozinha com Nigella, Nigella Verão, Nigella Bites e Nigella Express.

 

Top3 Gordon Ramsay

gordon ramsay

Assim como o primeiro chef da nossa lista, Gordon Ramsay não é muito conhecido por sua simpatia. Também parte da programação da TV nacional, esse escocês escolhe um estilo bastante peculiar de programa: os competitivos. Estrela de nada mais nada menos que seis reality shows temáticos sobre restaurantes entre Reino Unido e Estados Unidos, ele é famoso por ser agressivo e falar muitos palavrões, mas também por ser muito eficiente. Ele já tem 10 restaurantes na Inglaterra, 10 nos EUA, 2 na França, 2 na Itália e 2 no Qatar.

 

Top2 Jamie Oliver

jamieoliver

Jamie Oliver é provavelmente o chef mais “do bem” da nossa lista. Ele não só ajuda crianças carentes como ainda trava batalhas contra abusos na indústria alimentícia. Sua última vitória foi em um processo contra o McDonald’s (a rede de fast food acabou tendo de mudar a receita de um de seus hambúrguers!). Jamie é extremamente famoso por seus programas na TV, nos quais ensina a fazer pratos práticos e saborosos em pouco tempo. Ele também tem vários livros publicados e uma rede de restaurantes ao redor do mundo – inclusive, está planejando abrir um em São Paulo!

 

Top1 Heston Blumenthal

hestonblumenthal

A carinha de nerd desse inglês não é à toa: Heston Blumenthal é considerado o “pai” ou “embaixador” da chamada Cozinha Molecular. Autodidata, ele aprendeu a cozinhar sozinho, e, relacionando a essa prática conhecimentos da química e da física, conseguiu pratos com sabores totalmente inovadores. Ele faz seus “experimentos científicos” no restaurante The Fat Duck, que recebeu três estrelas no Guia Michelin e foi considerado o melhor restaurante do mundo pela revista Restaurant em 2005. E a rainha ficou tão feliz pela ajuda à nova boa fama da culinária inglesa que Heston foi condecorado pela Coroa Britânica em 2006!

Qual é a origem do icônico fish and chips?

4 anos atrás ----- Blog BritQuiz Cultura Inglesa

fish-chips3

 

Separadamente, tanto o fish quanto as chips têm origens fora das ilhas britânicas.

A origem das batatas fritas, apesar de serem chamadas de french fries nos Estados Unidos, é bastante controversa, e motivo até hoje de picuinha entre franceses e belgas. Um dos possíveis motivos da ideia original de fritar batatas teria sido a necessidade de substituição do peixe na alimentação camponesa, quando lagos congelavam. Segundo essa versão da história, no inverno belga, camponesas cortavam batatas em formatos que remetiam a pedaços de peixe, antes de fritá-los e servi-los a toda a família.

Já o peixe empanado parece ter sido trazido ao Reino Unido por judeus, emigrando de Portugal e da Espanha no século XVII.

Explicar como surgiu o prato que junta essas duas maravilhas fritas é tão complexo e controverso quanto é o caso da rixa que opõe belgas e franceses a respeito das chips. Tanto o norte quanto o sul da Inglaterra alegam ter comercializado primeiro o fish and chips. Mas a única coisa de que se pode ter certeza, agora, é que a popularização do prato – que se espalhou por toda Inglaterra e também, mais tarde, pela Escócia e pela Irlanda – aconteceu pelo apelo que ele teve diante das classes operárias britânicas. Sendo um prato quente, prático, nutritivo e saboroso, o fish and chips se estabeleceu, desde então, como prato nacional.

 

1860cfe1d26bd4b8a0e388728dd06e78

 

Em todas as esquinas da cosmopolita capital inglesa, estão disponíveis hoje em dia releituras do clássico. O mais comum é o vegetarian fish and chips, que, apesar de parecer contraditório, é bastante popular e tem várias versões.

Em nosso Pinterest, onde reunimos uma porção de receitas tradicionais inglesas, o fish and chips selecionado tem um toque indiano. Você pode conferir tudo isso clicando aqui!