Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos englishtips - Blog - Cultura Inglesa

Tag: englishtips

Do or Make?

3 semanas atrás ----- EnglishTips Sem categoria

Primeiro, importante ressaltar que o verbo “to do” é um verbo bem mais rico que “to make” (veja as várias traduções de “to do”). Ok, mas quando usar to do e quando usar to make com o significado de fazer?

Em frases nominais, do foca no processo de agir ou fazer algo, e make enfatiza o produto ou o resultado da ação. Exemplos:

Substantivos que combinam com “do”:
Exemplos:
– I did some shopping yesterday.

– This is a very hard job to do!
– Who does the cooking in your house?


Substantivos que combinam com “make”:


Exemplos:
– I’ve just made some coffee, do you want some?
– Not many companies will make a profit this year
– Can I use your phone to make a call, please?

 

Novos termos do inglês que já estão no dicionário

1 mês atrás ----- Blog EnglishTips

Termos novos do inglês que outro dia eram gíria e hoje já estão no dicionário de Oxford!


Ex.: “I’ve been working too much! I need some me time


Ex.: “Someone ate her sandwich, stay away, she’s hangry


Ex.: “I’m like Justin Bieber, I got swag


Ex.: “He keeps humblebragging about his work on Instagram”


Ex.: “Don’t worry about looking bad, girl, YOLO!”

Qual a diferença entre “no” e “not”?

1 mês atrás ----- Blog


Ambos são termos de negação que significam “não”, mas quando usar um e outro?


Usado para transformar frases ou perguntas em negativas. É também parte de uma gama de expressões:
He would not listen to anything she said
I’d rather not do this
Don’t (
do not) forget your promise
Did you not get my letter?

Veja mais exemplos e variações do uso de “not”


Usado para respostas quando te perguntam ou oferecem algo. Ex.:
No, thank you
No, I won’t do this
She asked me if I wanted to go and I said no

Usado para dizer que “não há nenhum”, “não é nenhum” ou “não sobrou algo”. Ex.:
There’s no hospital in this town (não há hospital nesta cidade)
There’s no cake left (“não sobrou bolo” / “não tem mais bolo”)
He’s no fool! (“ele não é nenhum bobo!” – Você também pode usar “not” neste caso para dizer “ele não é bobo”, mas precisa do artigo: “he’s not a fool”)

Veja mais exemplos e variações do uso de “no”

Got it? 😉

A diferença entre “my” e “mine”. Quando usar qual?

2 mêses atrás ----- Blog EnglishTips

Ambos querem dizer “meu/minha”, mas my é parte da família dos “possessive adjectives”, enquanto que mine é da turma dos “possessive pronouns”. A regrinha é fácil:

Embora na maioria das vezes “mine” e os demais pronomes possessivos sejam precedidos de verbo, é possível que o verbo não apareça. Ex.: “Your phone is really good. Mine is horrible”. A regra que vale guardar é que nunca há substantivo após “mine”, “yours”, “hers” etc., mas sempre há substantivo após “my”, “your”, “her”, etc.

Saiba mais (em inglês).

 

Talk British to Me #15 – Cozinhando em inglês

2 mêses atrás ----- Blog Vídeo

Are you hungry to learn English? O 15º episódio do Talk British To Me, a série original da Cultura Inglesa que mostra o inglês do dia-a-dia em Londres, explora o vocabulário dentro da cozinha! Nosso apresentador e ex-aluno da Cultura aprende a assar um shortbread (típico biscoito escocês) e a fazer o English Breakfast mais simples do mundo. Você vai aprender nomes de utensílios e termos em inglês que usamos ao cozinhar.

Engorde seu vocabulário e anote a receita!

Ligue a legenda em inglês (ou português se seu inglês não estiver tão avançado) para acompanhar tudo o que é dito

A série completa você encontra aqui

A diferença entre “pork” e “pig”, “cow” e “beef”, etc

2 mêses atrás ----- Blog EnglishTips

Por que em inglês muitos animais têm um nome, mas suas carnes têm outro? Porque em 1066 a Grã-Bretanha foi invadida!

Os invasores normandos falavam francês e tiveram uma grande influência no vocabulário. Nesta época, eles estavam no topo da pirâmide social e só viam certos animais à mesa.

Já os dominados anglo-saxões, que falavam um antigo inglês, conviviam com os animais vivos nas fazendas e nas caçadas. Enquanto os normandos chamavam o porco do jantar de “porc” (francês), os anglos-saxões chamavam o porco no chiqueiro de “pig”.

Esta diferença social acabou trazendo para o vocabulário dois termos para o mesmo animal. A carne, que estava no cotidiano dos normandos, virou “pork” e o animal, que estava na ponta da língua dos anglos-saxões, continuou “pig“. E isso aconteceu com outros animais, como você vê no vídeo acima.

Curiosamente “chicken”, cuja carne é “poultry”, perdeu esta divisão. No dia-a-dia os ingleses chamam tanto a galinha quanto a sua carne de “chicken“. O mesmo acontece com “fish” que, segundo alguns historiadores, cuja versão francesa nunca se popularizou porque ela soa como “veneno” em inglês (“poisson” é peixe em francês – veneno é “poison”, em inglês).

Então, já sabe. Se você for no mercado no Reino Unido, não vai achar nenhum “pig” na prateleira. É sempre “pork”. Um sanduba de carne de porco também é chamado de “pork sandwich”, nunca “pig sandwich”.

Got it? 😉

Como admitir um erro em inglês

3 mêses atrás ----- Blog

Além, de “sorry”, há outras expressões que você pode usar para assumir a responsabilidade por algo que tenha feito de errado. Mas sempre bom incluir “sorry” no começo de todas elas:

My bad
Informal. Quer dizer “vacilo meu”, essa expressão vem do inglês americano (já em uso no inglês britânico também) e é melhor usada entre amigos

I (really) messed up
“Fiz bobagem”, “Estraguei tudo”. Pode ser usada em ambientes formais também

I dropped the ball
Tem o mesmo significado de “I  messed up”, mas é mais leve

It was my fault
Literalmente: “foi culpa minha”

It won’t happen again
Literalmente: “Não vai acontecer de novo”

How can I make it up to you?
Esta expressão vem depois do pedido de desculpas. Quer dizer: “o que posso fazer para consertar?”, “como posso compensar para você?”

Se você não quer passar perrengue, dê uma olhada nos cursos da Cultura!

Palavras em inglês que soam iguais, mas têm escrita diferente

5 mêses atrás ----- Blog

Você já pronunciou muito destes pares sem se dar conta, talvez, de que eles soam exatamente da mesma maneira – mesmo que sua grafia seja bastante diferente! Estes pares de palavras são chamadas de “heterographs”, em inglês. Confira abaixo a lista das mais famosas:

Here / Hear
(aqui / ouvir)

Bear / Bare
(urso / aguentar)

To / Two / Too
(para / dois / também)

By/ Buy / Bye
(por / comprar / tchau)

Peace / Piece
(Paz / pedaço)

Whole / Hole
(inteiro /  buraco)

Know / No
(saber / não)

Stare / Stair
(olhar / escada)

None / Nun
(nenhum / freira)

Cache / Cash
(cache / dinheiro vivo)

Fair / Fare
(justo; feira / tarifa)

Idol / Idle
(ídolo / ocioso)

I / Eye
(eu / olho)

Knight / Night
(cavaleiro / noite)

Air / Heir
(ar / herdeiro)

Right / Write
(certo; direita / escrever)

Week / Weak
(semana / fraco)

Wear / Where
(usar / onde)

Wait / Weight
(esperar / peso)

Waist / Waste
(cintura / gastar)

Toe / Tow
(dedo do pé / rebocar)

Quer saber mais? Confira este site que reúne os “homophones” da língua inglesa: http://www.homophone.com.
Os homophones são um grupo mais amplo de palavras. Além dos “heterographs”, também inclui termos que soam iguais e também são escritos iguais, mas têm significado diferentes (Ex.: “rose” = que pode ser “flor” ou o passado do verbo “to rise”)

Quer ficar expert no idioma? Conheça o curso de graduação em Letras-Inglês da Faculdade Cultura Inglesa