Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos david bowie - Blog - Cultura Inglesa

Tag: david bowie

Curta premiado em Cannes vai ganhar continuação no #18CIF

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa Edital

 

.
O ano de 2006 foi bem legal para a dupla Esmir Filho e Mariana Bastos: primeiro, eles dirigiram “Tapa na Pantera”, que bombou na internet como poucos curta-metragens brasileiros já conseguiram. Depois, eles ganharam o prêmio de melhor roteiro na Semana da Crítica do Festival de Cannes com o filme “Alguma Coisa Assim” (que você pode assistir na íntegra ali em cima).

Foi esse curta, patrocinado pelo edital do 10º Cultura Inglesa Festival, que inspirou a participação da dupla no edital de 2014! Eles foram escolhidos pelos curadores novamente e estarão na Mostra de Cinema do #18CIF com o curta “Sete Anos Depois”.

“Sete Anos Depois” vai mostrar os personagens de “Alguma Coisa Assim” mais maduros, mas igualmente amigos (e igualmente confusos). Vai assistindo o primeiro aí em cima para se preparar! Inspirada na música “Seven” do David Bowie, a história do filme tem tudo pra impressionar a gente.

Os horários em que o curta novo vai ser exibido exibido já estão todos aqui, junto com toda a programação de cinema do #18CIF. Não vai perder!

TOP 5 – Bandas de Glam Rock Britânico

4 anos atrás ----- Blog Top 5

T+Rex

Um dos movimentos musicais mais importantes do mundo pop nasceu na Inglaterra, com guitarras, atitude e muita maquiagem! O Glam Rock ganhou o mundo nos anos 70, embaralhando questões de gênero, atitudes transgressoras, tudo embalado pelo bom e velho rock ‘n roll (com batom, nas palavras de John Lennon).

Esse período de transformações de comportamento ganhará uma homenagem de Thiago Pethit nos palcos do #18CIF! O artista paulistano irá homenagear músicos clássicos do glam britânico num show exclusivo em São José dos Campos. Para aquecer, que tal um… TOP 5 – Bandas de Glam Rock Britânico?

Top5 The Darkness

Depois dos anos 70, a energia do Glam se diluiu em diversos novos movimentos, como o punk, o gótico, entre outros. O grupo The Darkness, fundado em 2000, bebeu da fonte original e até hoje leva aos palcos a postura glam embalada por seu hard rock. Por manter o glamour vivo, eles pegam o quinto lugar na nossa lista!

Top4 Roxy Music

Liderada por Brian Ferry, Roxy Music se junto em 1971, em Londres. Considerado um dos atos mais artísticos do glam, a banda namorou com o progressivo, o art rock a new wave. Os oito discos lançados pela banda influenciaram gente de peso, e apesar de nunca ter feito um enorme sucesso comercial fora da Inglaterra, é uma das bandas mais respeitadas da década.

Top3 Gary Glitter

Talvez a personalidade mais controversa do estilo, o passado recente do cantor é cheio de passagens tensas com a justiça. Mas durante muito tempo, ele moldou a imagem do cantor de Glam Rock. Era muito brilho, purpurina e penteados estilosos juntos numa pessoa só!

Top2 David Bowie

Foi difícil relegar o Bowie para o segundo lugar, mas nesse caso não teve jeito. Bowie foi muita coisa em sua carreira (não é à toa que o chamam de camaleão, poxa). Foi inclusive uma das figuras mais carimbadas do Glam, com seu personagem definitivo do estilo, Ziggy Stardust. Pegaria o primeiro, não fosse…

Top1 T. Rex

…Marc Bolan e sua trupe. Formada em 1967, como um duo, a banda tinha um pé na hippiece do período, com arranjos folk e psicodélicos. Foi no começo da década de 70 que o T. Rex foi migrando para um novo estilo, mais elétrico e pop – acompanhado pela mudança no visual. Eles foram a principal banda a construir a imagem do Glam como o conhecemos! Infelizmente, a banda chegou ao fim com a morte de Bolan em 1977.

“Sete Anos Depois”, curta da mostra de cinema, será inspirado em David Bowie

4 anos atrás ----- Blog Edital

david-bowie

Curta-metragem inspirado na música “Seven”, de David Bowie, codirigido por Esmir Filho e Mariana Bastos. Confira o trailer aqui!

Por que assistir: Os diretores deste projeto já participaram do edital do Cultura Inglesa Festival em 2006. Resultado desta parceria, o curta  “Alguma Coisa Assim” chegou a ganhar o prêmio de melhor roteiro na Semana da Crítica do Festival de Cannes  e agora ganha uma sequência. Quando adolescentes, Mari e Caio eram melhores amigos. Após uma noite agitada em uma balada de São Paulo, acabaram se confrontando com dúvidas e sentimentos escondidos. Sete anos depois, tendo percorrido caminhos diferentes, ambos se reencontram na capital paulista e Caio faz uma proposta à Mari que pode transformar a relação dos dois para sempre. Inspirado por elementos da cultura pop, o filme propõe uma reflexão sobre temas atuais ao retratar personagens de 20 e poucos anos, que revivem memórias da adolescência, compartilham suas experiências e projetam novos sonhos.

Em destaque: Esmir Filho e Mariana Bastos são parceiros em diversos projetos além do premiado curta Alguma Coisa Assim. Realizaram juntos o hit da internet “Tapa na Pantera”, trabalharam na série juvenil “Tudo o Que é Sólido Pode Derreter”, exibida na TV Cultura e são idealizadores da residência de roteiros BASE,  onde foi criado o roteiro de “Sete Anos Depois”. Esmir Filho é apontado como um dos grandes nomes da nova geração do cinema e seu longa metragem “Os Famosos e os Duendes da Morte” foi selecionado para o Festival de Berlim,  premiado em diversos festivais internacionais além de ter conquistado o prêmio de melhor filme no Festival do Rio 2009.

Quem faz: Roteiro e Direção: Esmir Filho e Mariana Bastos; Produção: Saliva Shots; Elenco: Caroline Abras, André AC, Bruno Stierli, Bruno Guida, Ligia Cortez; Produção Executiva: Esmir Filho e Thereza Menezes; Direção de Produção: Daniel Favaretto; Direção de Fotografia: Marcelo Trotta; Direção de Arte: Marcelo Escañuela; Direção de Som: Martin Grignaschi; Montagem: João Maia e Tati Vesch.

Onde e quando: Os curtas do edital serão exibidos antes dos longas da nossa Mostra de Cinema. Confira, logo abaixo, em que horários e locais Sete Anos Depois será exibido, e, aqui, a programação completa da Mostra.

Data: Sexta-feira, 09/05, às 19h30 (abre para “Cinema, Aspirinas e Urubus”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Sábado, 10/05, às 21h50 (abre para “Bye Bye Brasil”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Domingo, 11/05, às 21h35 (abre para “The Girl on a Motorcycle”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Segunda-feira, 12/05, às 19h30 (abre para “Bye Bye Brasil”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Terça-feira, 13/05, às 21h50 (abre para “The Trip”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Quarta-feira, 14/05, às 22h05 (abre para “O Céu de Suely”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

Data: Quinta-feira, 15/05, às 19h30 (abre para “The Trip”)
Local: Reserva Cultural – Sala 2

TOP 5 – momentos camaleônicos de David Bowie

4 anos atrás ----- Blog

.
bowie

.
David Bowie é lenda! 10 em cada 10 pessoas já curtiram alguma música sua.

O cara passou por muitas fases, viveu muita coisa, e transformou suas experiências em grandes músicas, além de encarnar personagens incríveis no cinema (o 16CIF teve até uma mostra de cinema só pra ele!). No 18CIF, vai ter espetáculo inspirado em música sua. Ah, e até 20 de abril está rolando no MIS-SP a exposição David Bowie do Victoria & Albert Museum de Londres!

E para celebrar a versatilidade e influência de um dos nossos artistas favoritos, elencamos cinco vídeos em que ele se transfigurou! Eis o TOP 5 – “ch-ch-ch-ch-changes” de Bowie:

Major Tom

Bowie já começou se transformando no Major Tom, a astronauta que se perde no espaço. Belo clipe, e belos óculos, não?

Bowie e Jagger

Ali nos anos 80, quando todo mundo decidiu ser “estranho”, o Bowie resolveu atacar com seu charme. Nesse clipe, com o Mick Jagger, os dois estão impagáveis.

Velhinho?

E poucos envelheceram como este cara. Em 2009, ele subiu aos palcos com o Arcade Fire. Além de bem conservado, a voz dele ainda continua marcante!

Rei dos Duendes

No filme Labirinto, Bowie encarnou o rei dos duendes. Estranho é pouco!

Ziggy Stardust

Thin White Duke, Major Tom, e muitos outros personagens surgiram na sua carreira musical. Mas nenhum se compara com Ziggy Stardust! O personagem definitivo dele, e símbolo de uma era do rock.

Conheça as bandas brasileiras do próximo Festival! Você escolhe a que toca em SP

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

run&roll

.
Lembra do concurso Let’s Rock Together? Agora ele virou Run’n’Roll!

Alunos e staff da Cultura novamente podem escolher qual tributo britânico querem ver no palco do Festival.

E, este ano, além de continuar escolhendo a nossa atração nacional, agora você pode correr por ela!

Com percursos de 5 e 10 km, o Run’n’Roll é a primeira corrida gratuita para alunos e funcionários da Cultura. E ela vai ser essencial para a programação do 18CIF. Isso porque, quando você se inscreve, além de poder chamar um amigo para participar junto, você pode escolher a banda pela qual vai correr. E o voto de quem corre vale o dobro!

A corrida acontece no dia 30 de março de 2014, por tanto, ainda dá tempo de começar a mexer as cadeiras! Tanto as inscrições para o evento quanto a votação vão até o dia 24 de março.

Conheça as bandas e os respectivos homenageados britânicos para votar consciente (clique na foto abaixo para saber mais e aqui para votar):

Atenção: as vagas para a corrida já se esgotaram, mas você ainda pode votar normalmente no hotsite.
.

Monique Maion toca Amy Winehouse

monique_amy

.
Bixiga 70 toca Led Zeppelin

bixiga_led

.
Thiago Pethit toca o Glam Rock Britânico

pethit_bowie

.
Para votar, acesse o hotsite do Run’n Roll

 

Julien Temple escancara Londres no cinema

5 anos atrás ----- Blog

.
london the modern babylon

.
Na edição de 2012 do Cultura Inglesa Festival, tivemos uma triste baixa de última hora. Julien Temple, lendário diretor e documentarista britânico, não pode vir para um bate-papo com o público brasileiro devido ao falecimento de seu pai. Ele viria falar do seu filme Absolute Begginers, que fazia parte da Mostra David Bowie.

Mas neste #17CIF tem filme do Templo novamente! London: The Modern Babylon, seu novíssimo filme, está na mostra Panorama do Cinema Britânico Contemporâneo do Festival.

Somando imagens de arquivo com depoimentos de personalidades, The Modern Babylon ajuda a mostrar a história da capital inglesa, mostrando as figuras que transformaram a cidade em referência cultural, social e econômica que é hoje.

O filme é embalado por música britânica da boa – Julien Temple entende do assunto, o diretor que já assinou filmes sobre Sex Pistols, clipes do Neil Young e Paul McCartney, e muito mais.

É um baita filme, de graça e imperdível! Veja as datas de exibição.

O que as bandas do Let’s Rock Together estão tramando para o Festival

5 anos atrás ----- Blog

Quem você quer ver no palco do próximo Cultura Inglesa Festival? Veja abaixo como as bandas nacionais pretendem homenagear seus ídolos britânicos e vote no seu combo favorito! (Votação aberta no e-campus – só fazer o login e votar! – até 17 de março para alunos e staff da Cultura Inglesa)

 

Bonde do Rolê toca The Cure

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=cdkkz0sVoGs[/youtube]

.
Jair Naves toca Joy Division

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=a4LFupIhs9s[/youtube]

.
Madrid
toca David Bowie

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=WmmcTk8Eq78[/youtube]

Mostra do 16CIF leva fãs de rock ao cinema

6 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=oKF5lHcJY9k[/youtube]

Nesta semana, lugar de roqueiro é no cinema. O motivo é a mostra Bowie no Cinema, do 16CIF, uma seleção de sete filmes com o camaleão do rock.

Um dos longas escolhidos é O Homem que Caiu na Terra, exibido nesta terça no Cine Livraria Cultura.

Roosevelt Pinheiro, de Sorocaba, já tinha assistido o filme, mas não hesitou em aproveitar a chance para ver de novo. “Gosto muito de rock’n roll. E esse filme tem tudo a ver. Não só pelo Bowie, mas também por conta de Nicolas Roeg”, explica, já com ingressos na mão para sessão. Roeg, diretor do filme, também participou da direção de Performance (1970), filme que marcou a primeira aparição de Mick Jagger na telona.

Já Rafael, outro que chegou cedo para retirar o ingresso, ia ver o filme pela primeira vez. “Sou muito fã do David Bowie, mas nunca tinha visto um filme. Acredita?”.

Pois é, uma mostra de David Bowie é coisa só do #16CIF mesmo!

.
De outro mundo

O Homem que Caiu na Terra, de 1976, traz a história de um alienígena que vem à Terra à procura de água para salvar seu planeta da seca. Aqui, ele tem que ganhar dinheiro para construir uma espaçonave para voltar para sua casa.

A história é boa. Mas incrível mesmo é a atuação de Bowie. Como o alienígena adota um disfarce de humano para viver na Terra, são apenas as expressões e a frieza de Bowie que mostram que o homem não é bem desse mundo.

Quem melhor que David Bowie, o Ziggy Stardust, para o papel?
.

O filme terá uma segunda exibição nesta quarta, às 19h, também no Cine Livraria Cultura.
Os ingressos gratuitos são distrubuídos com uma hora de antecedência. 

Confira aqui a programação de cinema do 16CIF