Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos Charles Dickens - Blog - Cultura Inglesa

Tag: Charles Dickens

As melhores homenagens para os 200 anos de Charles Dickens

7 anos atrás ----- Blog

Muita gente homenageou o Charles Dickens nesta terça-feira, 7 de fevereiro. Também, não é para menos. A data marca os 200 anos de nascimento de um dos maiores escritores ingleses de todos os tempos.

Veja abaixo as melhores reverências que apareceram na internet para comemorar a data:

.
Google Doodle

O Google colocou um doodle (aquele logo que fica em destaque na sua página) em homenagem a Dickens, com ilustrações de seus principais personagens.
.

Novos Selos

Os correios da Inglaterra colocaram em circulação dois novos selos em homenagem ao escritor.
.

Livros digeridos

Por ter escrito longos livros (veja um mito sobre isso no nosso TOP5 especial), muita gente tem preguiça de ler. Que não seja por isso: o Guardian publicou alguns livros dele “digeridos”, mais curtos, claro.
.

Tour Virtual

Que tal fazer um tour virtual pela Londres do autor? Ou então um tour através de fotos?
.

Gráficos

Se o seu lance é gráficos e economia, confira esse todo especial que a The Economist preparou com informações sobre as vendas de livros por Dickens durante sua vida.
.

Ficando craque no autor

Que tal uma visita neste site que tem muito conteúdo sobre Dickens? Tem vídeos com performances baseadas em seus livros, artigos de pesquisadores, discussão sobre o contexto das obras dele… enfim, tudo para te transfomrar no maior especialista da turma!
.

TOP 10 Frases

Para terminar, que tal conferir este vídeo que mostra 10 frases incríveis de Charles Dickens?

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=H3M4_YDTHWA[/youtube]

.
Se você souber de mais alguma ação, ou até se aprontou alguma, mande para gente!

TOP 5 – Mitos sobre Charles Dickens

7 anos atrás ----- Blog Top 5

Hoje completa-se 200 anos do nascimento de um dos maiores escritores ingleses da história!

Trata-se de Charles Dickens, o autor de David Copperfield, Oliver Twist (o livro que virou filme, foto acima), e Um Conto de Duas Cidades.

A influência deste cara na literatura e na cultura é gigantesca, e só não é maior que os mitos que o cercam. O Washington Post preparou uma lista dos cinco maiores, e nós a traduzimos para você! Confiram o TOP 5 Mitos sobre Charles Dickens.

Grandes livros

Dizem por aí que os livros do cara são longos porque ele era pago por cada palavra escrita. Besteira pura. Na verdade, Dickens popularizou um tipo de publicação semelhante às nossas séries de TV: um capítulo por vez. Desta forma, ele podia soltar a caneta e imitar discursos de professores e burocratas, criticado ferozmente em suas obras.

Moral da história

Muita gente acusa os livros de Dickens de serem moralistas, e de serem simplistas ao separarem os bons personagens dos maus. Grande parte disto vem de uma má interpretação de uma frase de Orwell, sobre Dickens: “Dickens’s whole ‘message’ is one enormous platitude: If men would behave decently the world would be decent.”. No entanto, quem conhece os livros dele sabe que não é bem assim, certo?

Bons livros para colegiais

Costuma-se dizer com frequência que os livros de Dickens só servem para ensinar literatura nas escolas. No entanto, uma análise de suas estórias e de seu estilo mostra que os seus temas não são os mais adequados para adolescentes e jovens adultos. Quer dizer, são adequados, mas são muito mais profundos e existencialistas do que se costuma acreditar!

Autobiografia ou ficção?

Tem quem acredita que David Copperfield, um dos maiores livros do autor, é autobiográfico. Claro que há certas influências da vida do autor que aparecem no livro, e ele mesmo admite isso. Mas as semelhanças param por aí. Trata-se de um lviro de ficção – e um dos melhores já escritos!

Um escritor de Londres

Dickens talvez tenha sido o escritor que mais captou a essência da capital da Inglaterra, e que mais foi influenciado por ela. No entanto, os seus livros não são restritos ao universo de Londres, embora a conexão com o povo simples das ruas da cidade é inegável. Ele sabia que Londres já era uma metrópole mundial, em sua época, e sabia ser bairrista e universal ao mesmo tempo!

.
E para você, qual é o livro preferido deste autor?

INSTAGRAM

49 anos atrás
@