Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos behind the sightseeings - Blog - Cultura Inglesa

Tag: behind the sightseeings

O Big Ben é a torre, o sino ou o relógio?

7 anos atrás ----- Blog

O ponto turístico mais famoso de Londres é o Big Ben. Até aí, nem mesmo os ingleses discordam.

Mas o que é o Big Ben, afinal?

Big Ben é o apelido do maior sino instalado na Elizabeth Tower (antiga “Clock Tower”, mudaram o nome da torre em 2012 para homenagear o jubileu da Rainha). O nome oficial do Big Ben é “Great Bell”. E o relógio, que é o relógio de quatro faces mais alto do mundo, é chamado de “Westminster Clock” – nome do palácio onde o conjunto se situa.

Só que o nome do sino pegou. E “Big Ben” virou sinônimo para a torre, o relógio, os sinos, enfim, tudo aquilo que nós conhecemos!

Mas quem é o Ben que inspirou o nome? Essa é uma briga das boas!

Tem gente que acha que o nome vem de Sir Benjamin Hall, engenheiro que supervisionou a instalação do sino.

Mas tem quem acredite que a homenagem é para Benjamin Caunt, um boxeador inglês e campeão na categoria dos peso-pesados. Ele pesava 108 quilos e tinha o simpático apelido de “Big Ben”.

O Big Ben marca as horas desde 1859, e o sino não parou de funcionar nem na Segunda Guerra. Logo depois de sua instalação, sofreu uma rachadura. Com alguns remendos, o sino está lá até hoje, marcando as horas para turistas e moradores de Londres.

No ano novo, todo mundo quer conferir as primeiras badaladas do Big Ben, anunciando o ano que se inicia.

E quando chega o horário de verão? Bom, aí uma galera chamada “clockmakers” precisa entrar no relógio para adiantar os ponteiros. Veja com funciona aqui no Flickr do Parlamento Britânico.

O homem que deitou na cama da Rainha

7 anos atrás ----- Blog

Os bastidores dos pontos turísticos ingleses, clique e veja mais


.
.
.

Ver a troca de guarda do Palácio de Buckingham já virou passeio obrigatório para quem visita Londres. Acontece todo  dia no verão e dia sim, dia não no inverno.

Mas, mais divertido do que isso, é conhecer as histórias de quando toda a segurança de Buckingham falhou. Ou você achava que aqueles soldados não dormiriam no ponto um dia?

A mais famosa é a invasão de Michael Fagan, que, digamos, quebrou um recorde.

Em uma noite do verão de 1982, o homem de 53 anos escalou os muros dos jardins reais. Por uma janela aberta no telhado, entrou no Palácio.

Os alarmes dispararam, claro, mas os seguranças não levaram a sério e desligaram. Afinal, quem ousaria passar por tantos aposentos sem cuidado nenhum?

Bomba? Roubo? Protesto? Não, Michael Fagan queria apenas curtir o passeio. Comeu queijo e bebeu vinho na cozinha real e, depois, por que não dar uma alô para a Rainha?
.

.
Sim, ele entrou no quarto da Rainha Elizabeth e até deitou na cama dela (por sorte ou azar, o segurança que fica à frente do principal aposento da casa tinha saído para dar uma volta).

Com muito jogo de cintura, a Rainha bateu um papo por uns 10 minutos com o invasor e, quando ele pediu um cigarro, ela aproveitou para chamar os seguranças.

E Fagan teve que responder… pelo roubo da meia garrafa de vinho que bebeu!

Era apenas o que a lei permitia na época.

Vida de Rainha não é fácil. Elizabeth passou por muitos apuros naquele ano: outras 6 invasões aconteceram em Buckingham (houve até um grupo de jovens alemães que acamparam no jardim, jurando que aquele era o Hyde Park).

Fagan, no entanto, foi o único que cumpriu a façanha de chegar até o quarto da Rainha.

 

INSTAGRAM

49 anos atrás
@