Web Content Viewer
Cultura Inglesa Arquivos alan mcgee - Blog - Cultura Inglesa

Tag: alan mcgee

O autor de Trainspotting quer transfomar Alan McGee numa lenda

7 anos atrás ----- Blog

Quem foi ver a balada e o bate-papo com Alan McGee no 15CIF sabe que o homem é uma lenda viva do rock.

Ele “descobriu” o Oasis, produziu bandas como Primal Scream, The Jesus & Mary Chain e foi dono de uma das gravadoras mais importantes da história, a Creation Records.

Agora, esta história toda será contada por ele mesmo, com a ajuda de outro nome de peso: Irvine Welsh, escritor de Trainspotting. A ideia é misturar sua imagem com a de Malcolm McLaren, o lendário empresário dos Sex Pistols.

Desde o começo do ano, havia rumores de que ele faria um filme sobre sua carreira. No entanto, ele negou propostas do Channel 4 e da BBC de uma dramatização “careta” da sua vida.

Depois, vieram os boatos de que ele estaria tramando um musical sobre o britpop.

Mas McGee tratou logo de negar e mandou: “Eu não quero deixar para trás tudo que já discutimos, mas não será como: ‘O Noel chegou, e depois o Liam chegou, e aí o Bobbie Gillespie chegou’. Não terá nada a ver com a Creation e o britpop neste sentido”.

O fato é que Alan McGee e Irvine Welsh no mesmo projeto é quase certeza de que algo de relevante sairá da parceria. Concorda?

Para quem não viu o McGee durante o 15CIF, veja este vídeo em que ele conta sobre a noite em que ele descobriu o Oasis!

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=oCGwH6ACRIE[/youtube]

 

McGee falou e disse no StudioSP

8 anos atrás ----- Blog

O cara estava lá. Elegante, exibindo um belo chapéu pra cobrir metade da careca, — bem diferente dos idos anos de Madchester — um sobretudo vinho, meio pro roxo e um sapato que denunciava: “eu sei o que é estilo, cara”.

Alan Mcgee esteve no Studio SP na sexta à tarde, antes de comandar as pick-ups na primeira balada do Música na Noite do #15CIF, para um bate papo com fãs de música britânica, fãs do Oasis e, principalmente, fãs do próprio McGee.

O bate papo mostrou um cara extremamente simpático, e bem surpreso: “Aqui todo mundo sabe o que eu fiz!“

McGee falou mal das bandas de Londres e disse que, atualmente, o guitarrista que ele mais gosta é o Neil Young, e que não conhece nem Vaccines e nem James Blake!

Veja os melhores momentos do bate-papo:
.

Sobre a atual cena musical londrina

— As bandas de Londres não prestam. Eles estão mais preocupados com as calças que vão vestir do que com o que estão tocando. A música mesmo vem de Glasgow, Manchester e Liverpool. As bandas vão pra Londres pois precisam da cena de lá, eu saí da Escócia pois não havia nada acontecendo lá.
.

Sobre a eleição de melhor disco do ano de 1991 da revista Spin,colocando o “Bandwagonesque”. do Teenage Fanclub, à frente do “Nevermind” do Nirvana.

— Não, eu não concordo com a Spin. Veja bem, eu amo Norman Boy, mas, cara, o Nirvana são os malditos Beatles, cara!
.

Sobre o novo disco do Noel Gallagher, ex-Oasis:

— Eu escutei as demos do novo do Noel e é genial. Eu não sei como ele vai gravar aquilo, como vai aparecer no disco, mas é fantástico. Lembra um pouco o Neil Young.
.

Sobre se a banda nova do Liam é a melhor banda do mundo, ocupando o posto do Oasis:

— Se eu fosse Liam Gallagher diria que sim! Hehe, mas, sério, eu acho que é uma bela banda, o problema é que tudo que eles gravem agora vai ser colocado numa caixa “parecido com Oasis” pois a comparação é inevitável.
.

McGee ainda teve tempo de dar a benção a Miles Kane:

— Ele é ótimo! Eu nunca compro discos, sabe? Eu ganho, eu baixo, nunca compro. O dele eu comprei!.

Que honra, hein Miles?

Siga a dica do o show do Miles Kane no domingo. Mais infos aqui!

 

DJ Alan McGee no StudioSP

8 anos atrás ----- Sem categoria

Alan McGee conhece a música britânica como ninguém.

Autor do blog McGee on Music no site do Guardian, ele é também músico, ex-empresário dos Libertines e fundador da Creation Records, selo que revelou a banda Oasis. Mais conectado com a cena musical de lá, impossível.

E o escocês vai agitar a pista do Studio SP, badalada casa no baixo augusta, na sexta-feira dia 27, oportunidade única para ouvir a seleção do mestre!

Lúcio Ribeiro, dono do blog Popload, abre a noite como DJ residente.

.

Classificação: 18 anos

StudioSP
Capacidade: 480 pessoas
Rua Augusta, 591
.

✰ Studiosp.org

Quer ganhar ingressos e discotecar na balada do Alan?? Participe do concurso Tweet & Shout!

Bate-papo com DJ Alan McGee

8 anos atrás ----- Sem categoria

Antes de cair na noite ao som do DJ Alan McGee, venha ouvir o que ele tem a dizer sobre a cena musical britânica. Não é pouca coisa. McGee, que assina o blog McGee on Music no site do Guardian e é músico, foi empresário dos Libertines e fundador da Creation Records, selo que revelou a banda Oasis. Mais conectado com a música britânica, impossível.

O bate-papo será na sexta-feira às 15h, dia 27, no Studio SP. À noite, o DJ volta à badalada casa no baixo augusta para botar pra quebrar. Saiba mais.

.

Classificação: livre

StudioSP
Capacidade: 480 pessoas
Rua Augusta, 591

Pergunte ao McGee: qual o álbum maldito do Oasis?

8 anos atrás ----- Blog

.
Um Rolls Royce flutando numa piscina. É a imagem que marca o álbum Be Here Now (1997), considerado pela crítica, por muitos dos fãs e pelos próprios irmãos Gallagher o pior trabalho do Oasis.

“Be Here Now” é o terceiro álbum da banda descoberta pelo nosso DJ Alan McGee.

Foi lançado depois de Definitely Maybe (1994) e (What’s the Story) Morning Glory (1995), ambos de extremo sucesso. Havia muita pressão sobre seu lançamento, que coincidiu justamente com um bloqueio de criação por parte de Noel, e uma montanha-russa emocional por parte de ambos os irmãos.

Foi quando as famosas brigas entre os Gallagher ficaram acirradas. Noel decidiu que Liam era péssimo cantor, Liam decidiu que odiava as canções de Noel, Noel largou a banda por um curto período, Liam deixou de ir a shows – e quando ia, fazia pouco caso.

Tudo isso potencializado por muita droga pesada e pressa em gravar o disco.
.

.

Do Caribe

A maioria das canções foram compostas por Noel na ilha de Mustique, no mar do Caribe, onde ele costumava passar férias com a modelo Kate Moss e o ator Johnny Depp – Johnny Depp inclusive participou da faixa Fade In-Out tocando guitarra!

Foi um período conturbado, em que a banda definitivamente não estava numa boa fase.

Quando Liam foi gravar os vocais, Noel sequer compareceu.

Mas as críticas iniciais foram positivas e, já no primeiro dia nas lojas, Be Here Now vendeu mais de 420.000 cópias. Ao longo do tempo, porém, o disco foi sendo deixado de lado. Os próprios irmãos, que no época diziam “we are better than the Beatles”, hoje mal tocam as faixas do álbum ao vivo (como Stand by Me, Don’t Go Away e All Around the World).

As histórias e opiniões são controversas, como tudo que envolve o Oasis. Se quiser saber mais do caso, pergunte ao Alan McGee, dono do selo Creation Records, que lançou o Oasis.

Ele estava lá, envolvido na produção da banda, e na sexta-feira estará no Studio SP para um bate-papo aberto ao público e para animar a noite do 15º Cultura Inglesa Festival. Saiba mais.

 

Alan McGee, Glen Matlock e Lúcio Ribeiro nas pistas

8 anos atrás ----- Blog

 

[youtube width=”650″ height=”325″]http://www.youtube.com/watch?v=bzNJyKlIiXQ[/youtube]

.
Além dos shows que acontecem no dia 29, no Parque da Independência, a música toma conta do Festival também durante a noite.

Alan McGee e Glen Matlock (ex-Sex Pistol!) discotecam nesta sexta e no sábado!

Quem abre a noite é o “top of the pops” Lúcio Ribeiro (foto). As baladas vão ser no Studio SP e no recém-inaugurado Beco203!

✰ Veja a programação e mais detalhes das baladas.

 

Carlitos Tevez: o próximo filho de Noel Gallagher

8 anos atrás ----- Blog

Assim como cá, o futebol e a música tem laços estreitos também no Reino Unido.

Melhor para o Oasis.

Nesse último final de semana, a cidade de Manchester ficou ensandecida: tanto o United quanto o City foram campeões – Campeonato Inglês e Copa da Inglaterra, respectivamente.

Manchester é a terra dos irmãos mais loucos do Rock’n Roll: Noel e Liam Gallagher, ex-Oasis. Ambos são fanáticos pelo Manchester City, o time azul da cidade.

E, claro, Noel está sempre se envolvendo em polêmicas em nome de seu clube do coração.

Ele já disse que votaria em Carlos Tevez, atacante do time, para Homem do Ano de Manchester. Já disse também que daria o nome de “Carlos Tevez Gallagher” para seu próximo filho!

Em 2009, na última passagem da banda pelo Brasil, Noel convocou o Nilmar, à época no Inter de Porto Alegre e autor de um gol antológico contra o Corinthians, para os bastidores do show do Oasis – além, é claro, de tentar aliciar o jogador para o City.

E semana passada ameaçou Gary Neville, o lateral do time rival, por ter usado uma letra do Oasis em seu Twitter. É o mesmo jogador que, certa vez, quis uma guitarra autografada de Noel e recebeu de volta o instrumento com os dizeres: “Feliz aniversário, idiota (Man City Football Club)”.

Bom, se você quer conhecer mais sobre os bastidores do Oasis e sacar mais da música britânica, apareça para o bate-papo com o produtor Allan McGee, o descobridor da banda e dono da lendária Creation Records, lar do Oasis nos primeiros — e históricos — discos do grupo.

É no StudioSP, dia 27, às 15 horas!

 

Lúcio Ribeiro explica: “As baladas vão ser históricas”

8 anos atrás ----- Blog

por Lúcio Ribeiro

Na hora de pensar as atrações para o Música na Noite, a gente optou por convidar britânicos que tinham muita história para contar, mas que eram ainda bem conectados com a música de hoje. Com as escolhas dos distintos senhores Alan McGee e Glen Matlock, acho que fomos bem felizes. Não temos dúvida que, literalmente ou não, vai ser histórico.
.

[youtube width=”650″ height=”300″]http://www.youtube.com/watch?v=bzNJyKlIiXQ&feature=fvsr[/youtube]

Alan McGee

A biografia do escocês Alan McGee é complicadíssima de fazer, de tantas atividades que esse escocês exerceu para o bem da música inglesa desde os anos 80 até hoje. Músico, dono de gravadora, empresário de bandas, DJ, produtor, proprietário de casa noturna.

Tanto que até “conselheiro musical” do governo britânico ele já foi. McGee teve banda no final dos anos 80, mas logo partiu para fundar uma gravadora independente que faria história na Inglaterra, a Creation Records, cuja trajetória até virou filme e acaba de sair em DVD no Reino Unido.

Tudo porque McGee e sua Creation revelaram algumas das mais importantes bandas dos últimos 20 anos, como Jesus & Mary Chain e Oasis, sua principal descoberta. Mais recentemente, McGee colocou na cena os famosos Libertines e hoje assessora a banda Glasvegas, que vende muito na Inglaterra.

Além de discotecar e empresariar bandas e shows, McGee atualmente escreve para o jornal The Guardian e toca como DJ nas festas da Death Disco, que roda a Europa. McGee não pára.

A história da música pop inglesa contemporânea passa pelas suas mãos. E a história do festival da Cultura Inglesa também vai passar.

Saiba mais sobre a balada do Alan
.

[youtube width=”650″ height=”300″]http://www.youtube.com/watch?v=SpQNI1ntWKk[/youtube]

Glen Matlock

Não fizesse mais nada na vida, o inglês Glen Matlock já teria cravado seu nome na música como integrante da primeira formação de uma das bandas mais explosivas e revolucionárias do rock, o grupo punk Sex Pistols.

Baixista dos Pistols, ele foi o responsável por praticamente todas as composições musicais do álbum “Never Mind the Bollocks, Here’s the Sex Pistols”, que influenciou uma geração inteira tanto na música como socialmente, na moda, no jeito de viver.

Mas, hoje com 54 anos, Matlock continua bem firme na ativa. Ele grava seus próprios discos, participa de formações especiais como a Rich Kids (com Iggy Pop), colabora com bandas novas e, aqui é que a gente entra, se apresenta como DJ. Nas picapes, Matlock consegue juntar The Who com Vaccines de um jeito que ninguém sente a diferença temporal. Afinal, Matlock é ícone.

Saiba mais sobre a balada do Glen
.

Quer discotecar na balada do Alan ou do Glen junto com o Lúcio Ribeiro? Tweet and Shout!

Tweet and Shout: “Quem vencer pode se sentir honrado!”

8 anos atrás ----- Blog

.
Já está montando o seu set para o concurso #TweetnShout? O desafio não é fácil mesmo. Para o Japinha, baterista do CPM22 e membro da comissão julgadora do concurso, colocar o pessoal para dançar é muito mais difícil do que comandar as baquetas.

Mas a recompensa — abrir a noite para os DJs Alan McGee ou Glen Matlock — vai ser inesquecível. “Bem, sou suspeito para falar, mas quem conseguir vencer pode se sentir honrado”, diz o roqueiro, fã da histórica banda do Glen, o Sex Pistols.

Para quem já está quebrando a cabeça, o Japinha recomenda sempre pensar no público da balada e dar uma olhada no background dos dois mestres britânicos — e aí, inevitavelmente, você vai acabar passando pelos pontos altos da história do rock.

Depois, é só curtir a balada. “Acho que vai rolar uma fusão legal de estilos, um passeio pelo rock e o eletrônico”, diz ele.

Não fique de fora!
.

Saiba mais

Por que a balada do Glen Matlock vai ser histórica?

A programação completa do Música na Noite

INSTAGRAM

49 anos atrás
@