Web Content Viewer
Cultura Inglesa Blog - Cultura Inglesa - Página 2 de 150 -

Cultura Inglesa inaugura unidade para até mil alunos em Paraisópolis

2 mêses atrás ----- Sem categoria

A Cultura Inglesa inaugurou no domingo, 24, uma nova unidade em Paraisópolis com capacidade para atender até 1.000 pessoas da comunidade de forma totalmente gratuita; além do curso, todas receberão o material didático gratuitamente. Até o momento, mais de 2.000 pessoas manifestaram interesse em participar do projeto – o que já demonstra a relevância e o impacto que ele trará para a comunidade.

A nova unidade mantém a mesma qualidade acadêmica e infraestrutura das outras unidades, contando com oito salas de aula equipadas com lousas digitais e recursos tecnológicos, além de espaço multimídia, distribuídos em dois andares.

Além da nova escola de inglês, a iniciativa contempla ainda a ampliação da creche dentro da comunidade, mantida pelo Instituto Anglicano da Catedral Anglicana. Financiada pela Cultura Inglesa, a obra dobra o número de alunos atendidos, possibilitando cuidados para até 1.000 crianças de Paraisópolis. Antes, a capacidade era de aproximadamente 470 alunos. Agora são mais 26 salas de educação infantil em uma infraestrutura moderna de cerca de 2.900 m² com elevadores, espaço multiuso para brinquedoteca e videoteca, salas exclusivas para os docentes e diretores, e dois grandes refeitórios.

O financiamento das obras pela Cultura Inglesa reflete a missão social da marca. “Nossa intenção com as ações sociais é levar a língua inglesa e a sua cultura para mais pessoas, possibilitando novas oportunidades e mais qualidade de vida, como parte de nossa essência corporativa. Já temos uma atuação consolidada em Paraisópolis e estamos muito felizes em tornar esse grandioso projeto uma realidade que beneficiará tantas pessoas” diz Derek Barnes, presidente da Associação Cultura Inglesa de São Paulo.

O investimento feito pela instituição foi direcionado para a construção da nova unidade e para a ampliação da creche. “Sonhamos com essa ampliação e oferta de serviço à comunidade há muito tempo, desde o início da atuação social anglicana em Paraisópolis, há mais de 20 anos. Só conseguimos tornar isso uma realidade porque recebemos o financiamento, o apoio e a confiança da Cultura Inglesa”, afirma Aldo Quintão, reverendo da Catedral Anglicana e coordenador do Instituto Anglicano.

A Cultura Inglesa mantém apoio educacional em dezessete projetos sociais diferentes, que beneficiam anualmente mais de 2.900 pessoas.

Saiba mais sobre os nossos projetos sociais

Conheça a Cultura Inglesa

“An” uniform ou “a” uniform? A regra do artigo indefinido

2 mêses atrás ----- Blog

Já ouviu falar que usamos o artigo indefinido “an” na frente de palavras que começam com vogais e o artigo “a” na frente de palavras que começam com consoantes? Pois não é bem assim!

O que importa é o som de vogal, não a vogal em si. Veja:

Dizemos:
– An hour
mas:
– A history

Ambas as palavras começam com a consoante H, mas:
– Em hour o “H” é mudo, portanto o som inicial da palavra é “ou” (lê-se “au”, em português). Assim, usamos o artigo indefinido “an”: an hour
– Em history o “H” é pronunciado, portanto a palavra começa de fato com o som da consoante. Assim, o correto é o uso do artigo “a”: a history. Um caso à parte com “H” é a palavra “herb”:

No inglês americano é:
An herb (porque o “H’ é mudo)
No inglês britânico o correto é:
– A herb (porque o “H” é pronunciado)

Com vogais, acontece o mesmo. Dizemos:
– An umbrella
– An undertaking
mas:
– A universe
– A uniform

Como umbrella começa com som de “U”, o correto é “a”: an umbrella. Já uniform tem som de “Y” (“yuniform”), assim como utensil, university e unique, por exemplo. Há também esta diferença com a as vogais O e E:

– An egg
– A European

Egg tem som de “E” mesmo, mas com European acontece o mesmo que com uniform“: o som inicial é de “Y”.

– An orange
– A one-off

One começa com som da consoante “W”, portanto usamos o artigo indefinido “a” na frente de one-off, one-dimensional, one-handed, etc

Got it? 😉

Paraisópolis conhece os projetos sociais da Cultura

2 mêses atrás ----- Blog

Que a Cultura já está presente em Paraisópolis há anos com o apoio ao Rugby Para Todos você já sabe. E está chegando o dia em que teremos uma unidade inteira dentro da comunidade para ensinar inglês gratuitamente para os moradores! A inauguração será dia 24 de março.

No último dia 13, a Cultura Inglesa realizou no CEU Paraisópolis um encontro aberto à comunidade para que todos pudessem conhecer os projetos sociais e culturais da Associação Cultura Inglesa. O dia ganhou um brilho especial com várias apresentações de parceiros:


“A intenção do encontro foi divulgar a nova filial Cultura Inglesa-Paraisópolis projetada para atender 1000 alunos. Em 2019 realizaremos um piloto para atender 500 bolsistas moradores comunidade de Paraisópolis na nova filial” – explicou a gerente de projetos sociais Mariangela Carocci

As seguintes organizações também estão apoiando a divulgação da nova filial: CEU Paraisópolis, União de Moradores e Comércio de Paraisópolis, Instituto Rugby para Todos, Ballet de Paraisópolis, Programa Einstein na comunidade de Paraisópolis e na escola Alef Peretz.

No encontro foram realizados pré-cadastros para as pessoas que moram em Paraisópolis e têm interesse em cursar inglês. A coordenadora da Filial Paraisópolis, Ana Silvia Puppim, explicou como será o processo de matrícula para os cursos. “A filial Paraisópolis irá entrar em contato para agendar a classificação de nível dos interessados e realizar a matrícula de acordo com a data que consta no pré-cadastro. A prioridade será para os moradores de Paraisópolis. O início das aulas na nova filial Paraisópolis está previsto para início de abril”.

Lily Allen é a atração principal do 23º Cultura Inglesa Festival

3 mêses atrás ----- 23CIF Blog Sem categoria

A Cultura traz a artista londrina, uma das mais marcantes do electropop britânico, para ser a headliner britânica do Festival com um show gratuito no Memorial da América Latina! Lily Allen vem ao Brasil com a turnê do seu novo álbum, “No Shame“.

Haverá distribuição prévia e gratuita de ingressos tanto para alunos quanto não alunos (ou seja, o show é aberto a todos). As informações sobre como, quando e onde retirar ingresso chegam em breve aqui no blog e nas redes da Cultura Inglesa. Follow us!

#CulturaInglesaFestival

20 sufixos de rua em inglês

3 mêses atrás ----- Sem categoria

Em português temos ‘rua’, ‘avenida’, ‘alameda’, ‘travessa’… Em inglês a lista de street suffixes é enorme! Estas placas abaixo são todas de Londres. Confira após as fotos algumas diferenças entre os termos:

Mews – é uma pequena rua em arco (antigamente usada para entrada de saída de cavalos)
Broadway – como diz o nome, uma rua larga
Lane, Grove e Court – são pequenas ruas residenciais, normalmente sem saída
Close – ruas sem saída
Way – usado para ruas maiores
Hill – usado para, como sugere o nome, ruas com aclive
Avenue – No Reino Unido, ao contrário do português, não designa uma “avenida”, e sim uma rua residencial ou que tenha prédios em ambos os lados
Drive, Place e Vale – ruas residenciais, como “avenue”
Crescent – normalmente usado para ruas curtas que mudam de direção
Alley – uma passagem ou rua estreita

8 palavras que soam melhor em inglês do que em português

3 mêses atrás ----- Sem categoria

Sem comparar, mas já comparando 😀 It’s totally subjective, though! Consegue fazer uma lista ao contrário? Para você, qual palavra soa melhor em português?

Em português = Toranja
Em inglês = Grapefruit
Em português = Brotoeja
Em inglês = Prickly Heat
Em português = Chorume
Em inglês = Slurry
Em português = Madrasta
Em inglês = Stepmother
Em português = Mexerica
Em inglês = Mandarin
Em português = Seboso
Em inglês = Greasy
Em português = Sovaco
Em inglês = Armpit
Em português = Umbigo
Em inglês = Belly Button

Escola britânica em SP abre inscrições para bolsa de estudos

3 mêses atrás ----- Sem categoria

Com mais de 90 anos em São Paulo, a escola britânica St. Paul’s recebe alunos de 3 a 18 anos e foi a primeira na América Latina a ser reconhecida como British School Overseas. A St. Paul’s agrega as culturas e línguas inglesa e brasileira e, ao deixarem a escola, a maior parte dos alunos vai às melhores universidades do Brasil e do mundo.

A Fundação St. Paul’s, organização que seleciona e prepara estudantes talentosos para concluir seus estudos na escola internacional britânica St. Paul’s, acaba de abrir as inscrições para o seu Programa de Bolsa Integral de Estudos. São duas vagas por ano para ajudar estudantes de 11 a 15 anos a acessarem os benefícios de uma educação internacional.

Por que a St. Paul’s é diferente?

  • É uma escola internacional, com instalações de excelência e currículo inovador (IB Diploma Programme).
  • Excelente corpo docente e estrutura de Pastoral Care, apoiando os alunos no seu bem-estar.
  • Formação holística.
  • Cultura de digital learning inserida no currículo – a St. Paul’s é uma Microsoft Showcase School e Apple Distinguished School.

Como funciona o Programa de Bolsas de Estudos?

Com a ajuda de organizações parceiras, o Programa de Bolsas de Estudos da Fundação St. Paul’s seleciona e prepara alunos com excelente histórico escolar (e que atendam aos critérios de seleção) para concorrerem a duas bolsas integrais de estudos na escola St. Paul’s. O benefício inclui todos os custos relacionados ao dia a dia escolar do aluno (transporte, materiais escolares, alimentação).

Quais são os critérios de seleção?

  • Ter entre 11 e 15 anos de idade;
  • Estar matriculado em 2019 em escola pública ou privada;
  • Ter renda familiar bruta de até dois salários mínimos por pessoa da família;
  • Não ter reprovação no histórico escolar;
  • Ter conhecimento da língua inglesa;
  • Talento especial em música, artes, teatro ou esportes é uma vantagem;
  • Morar em São Paulo, a uma distância de até uma hora e meia da escola St. Paul’s;
  • Ter atitude, determinação e comprometimento com seus estudos, para aproveitar os benefícios do programa de bolsa de estudos.

Processo seletivo
Os inscrições vão até o dia 31 de março de 2019 e os alunos selecionados começam seus estudos na St. Paul’s em agosto de 2020. O processo seletivo tem 5 etapas consecutivas, que acontecem de fevereiro de 2019 a junho de 2020:

Inscrições

As inscrições devem ser feitas por meio do site:
www.fundacaostpauls.org.br

Data limite para se inscrever: 31/03/2019

Dúvidas sobre a bolsa? Mande um e-mail para: contato@fundacaostpauls.org.br


Como paquerar em inglês

3 mêses atrás ----- Sem categoria

How you doin’” só funciona no Friends! Veja as palavras-chave sobre o tema e algumas expressões para flertar com seu paquera gringo na vida real:

Glossário

Paquerar = To flirt
Xavecar = To chat up
Xaveco = Pick-up line
Dar em cima de alguém = To hit on someone
Trocar olhares = To make eye contact / To make eyes at
Chamar para sair = To ask out
Levar um fora = To be turned down
Levar um pé = To be dumped
Levar um bolo = To be stood up
Dar amassos = To make out
Solteiro/a = Single
Estar em um relacionamento = To be in a relationship
Estar afim de alguém = To be into someone
Ter uma queda por alguém = To have a crush on someone
Se fazer de difícil = Play hard to get
Muita areia para o meu caminhãozinho = Way out of my league

Dicas de frases

I love your _____ (costume, colour of your eyes, smile, etc)
Eu adorei o/a seu/sua___ (fantasia, cor dos olhos, sorriso, etc)

Are you on Instagram?
Você tem Instagram?

Are you here often?
Você vem sempre aqui? (Alguém ainda diz isso? 😂)

Has anyone ever told you that ____
Alguém já te disse que ___

Are you always cute like this?
Você é sempre fofo/a assim?

Do you believe in love at first sight?
Você acredita em amor à primeira vista?

Can I get your number?
Poderia me dar seu telefone?

Are you seeing someone?
Você está ficando/saindo com alguém?

Existe um site que reúne mais de 900 ideias de xaveco em inglês! Dê uma olhada lá

Ou, se você for muito tímido para fazer a aproximação, peça para o seu wing-man (aquele amigo ou amiga que faz o meio de campo) 😉

Valentine’s Day x Dia dos Namorados

4 mêses atrás ----- Sem categoria

Por que os ingleses, americanos, australianos e toda a Europa (inclusive Portugal) comemoram o dia dos namorados no dia de São Valentim em 14 de fevereiro? E por que no Brasil a data é celebrada em 12 de junho?

St. Valentine’s

Comecemos com a história do Valentim. O Valentim era um padre que viveu em Roma no séc. III. Ele foi preso porque pregava para cristãos perseguidos pelo Império Romano (o que era proibido) e casava soldados (o que também era proibido).

Reza a lenda que durante a prisão, ele operou um milagre: fez com que a filha do juiz que o condenou voltasse a enxergar. E antes de ser executado, no dia 14 de fevereiro, ele mandou para ela uma carta de despedida – e assinou “Seu Valentim” (oinnn!!).

Tudo indicava que ele estava apaixonado 💘. Valentim foi beatificado e o Papa estabeleceu já no ano 496 que 14 de fevereiro seria o dia de celebrar São Valentim – mas a data ainda nada tinha a ver com namorados.

Foi apenas no séc. XIV, por culpa dos britânicos, que o dia foi associado ao amor romântico! Acredita-se que tudo começou no círculo social do pai da literatura inglesa, Geoffrey Chaucer. Foi nesta época que se popularizaram os casos de amor nas cortes e castelos (entre o cavaleiro e a princesa, etc – as histórias que vemos hoje em dia nos contos de fada!).

Na Europa do séc. XVIII (há 300 anos, portanto) o 14 de fevereiro se transformou de vez no dia dos namorados. Os pombinhos trocavam já flores, doces e cartões amorosos (“valentines“, como até hoje são chamados em inglês).

Os restos de St. Valentine em uma igreja de Roma

Santo Antônio

No Brasil, o dia dos namorados é, digamos, menos romântico. Embora também tenha a ver com um santo católico, 12 de junho é uma invenção do finado publicitário João Dória (o pai do político). Inspirado no Valentine’s Day, ele sugeriu a comerciantes paulistas em 1949 que usassem a véspera do dia do santo casamenteiro (Santo Antônio de Lisboa) para promover o dia dos namorados à brasileira. Os comerciantes curtiram a ideia e lançaram o slogan “não é só com beijos que se prova o amor”. A data pegou e o resto é história.

14 de fevereiro ou 12 de junho, todo dia é o dia de celebrar o amor, não? Happy Valentine’s Day!

Como usar o apóstrofo nos possessivos

4 mêses atrás ----- Sem categoria

Qual é placa do metrô acima está correta? As regras do apóstrofo nos possessivos são bem fáceis. Veja:

1) Regra geral

Para a maioria dos substantivos, use: “apóstrofe + s”

The woman’s voice
The box’s sides
Stanley Kubrick’s movies


2) Possessivos nos substantivos plurais que não terminam em “S”

Use a mesma regra acima:

The women’s voice
The children’s toys
The mice’s disease


3) Possessivos em plurais que terminam com “S”

Use APENAS o apóstrofo (não acrescentar mais um “s”!):

My friends’ wedding
The boxes’ sides
The actresses’ role
s


4) Possessivos em nomes que terminam com “S”

Aqui é onde mora a polêmica! No caso do metrô de Londres (imagem acima), a estação da foto se chamava St James’ Park até 1920, depois, porém, todas as placas foram gradualmente trocadas para St. James’s Park. Havia uma tendência de usar “apóstrofo + s” em nomes de pessoas. Mas gramaticalmente, ambas estão corretas! Veja os exemplos:

My boss’s problems / My boss’ problems
Dickens’s characters / Dickens’ characters
Jess’s songs / Jess’ songs
Texas’ citizens / Texas’s citizens

St. James’ Park / St. James’s Park

Isto aqui mostra que ambas as formas são mesmo aceitas! Embora Londres tenha acrescentado um “s” no nome da estação do metrô, o nome do estádio do Newcastle, um tradicional time da Inglaterra, manteve um “s” só

IMPORTANTE: Nomes de família no plural não ganham um “s” extra! Ex.:
The Joneses’ house
The Smiths’ albums

DICA: Prefira a forma que for mais fácil para você pronunciar! (ex.: a pronúncia do possessivo em “boss’s problems” é mais clara do que em “boss’ problems”. Por outro lado, é mais comum o uso de Texas’ do que Texas’s). O mais importante é ser consistente: quando escrever um texto, escolha e use apenas um dos jeitos


6) Substantivos compostos

Use o apóstrofo + s apenas no último nome:

João and Maria’s story
Obama and Biden’s administration
My mother-in-law’s cake

Importante: quando a frase tem um pronome entre os possessivos, a construção é:
My husband’s and my home


5) Não confunda as contrações com os pronomes possessivos

Eles têm sonoridades parecidas, mas na escrita eles são bem diferentes! Veja:

You’re an amazing actress (você é uma atriz incrível)
Your acting is amazing (a sua atuação é incrível)

E quando a posse é de um objeto inanimado, não é necessário usar o apóstrofe:
The maid cleaned the hotel lobby
Please, shut the bedroom door
The beginning of the class was the best part

INSTAGRAM

49 anos atrás
@