Web Content Viewer
Cultura Inglesa Blog - Cultura Inglesa - Página 143 de 145 -

Tweet and Shout: “Quem vencer pode se sentir honrado!”

7 anos atrás ----- Blog

.
Já está montando o seu set para o concurso #TweetnShout? O desafio não é fácil mesmo. Para o Japinha, baterista do CPM22 e membro da comissão julgadora do concurso, colocar o pessoal para dançar é muito mais difícil do que comandar as baquetas.

Mas a recompensa — abrir a noite para os DJs Alan McGee ou Glen Matlock — vai ser inesquecível. “Bem, sou suspeito para falar, mas quem conseguir vencer pode se sentir honrado”, diz o roqueiro, fã da histórica banda do Glen, o Sex Pistols.

Para quem já está quebrando a cabeça, o Japinha recomenda sempre pensar no público da balada e dar uma olhada no background dos dois mestres britânicos — e aí, inevitavelmente, você vai acabar passando pelos pontos altos da história do rock.

Depois, é só curtir a balada. “Acho que vai rolar uma fusão legal de estilos, um passeio pelo rock e o eletrônico”, diz ele.

Não fique de fora!
.

Saiba mais

Por que a balada do Glen Matlock vai ser histórica?

A programação completa do Música na Noite

Will & Kate na parede

7 anos atrás ----- Blog The Insider The Insider

por Milo Steelefox*, direto de Londres

On the day of the Royal Wedding, the newspaper The Guardian’s headline simply read ‘Two people will marry today – with 2 million people watching’.

It’s fascinating how this marriage meant so much to so many people, yet simultaneously so little to so many others.

Amid all the hype and excitement, one thing which made me smile on my way to work the morning Will and Kate were to wed was a life-sized piece of graffiti of the pair, accompanied by the phrase “A Bit Like Marmite”.

Marmite is an iconic English spread made from yeast extract, with a flavour that splits opinion down the middle, like their classic advertising line: “Either you love it or you hate it”…

As for me, I’d booked myself a train ticket to Aberystwyth, in Wales, not to avoid the wedding, simply to join some friends for a long weekend by the sea. Although I was not entirely indifferent, and was curious to get a little taste of the action.

So on the night before the wedding, on my way to see friends in south London, I passed by Buckingham Palace around 10pm and walked my bike down The Mall to see all the revellers with their banners, tents and sleeping bags, already getting excited about the big day.

I was tickled by two girls who were walking around in full wedding dresses, happily posing for photos with whoever asked…

In truth, the atmosphere was lovely, with people drinking and singing and waving flags, and they were still partying when I passed by again on my way home around 1am. I even heard that bunting had been reported to have sold out across the country.
.

.

And what impressed me most was the old folk, wrapped up warm in their coats, scarves and rugs, sat firmly in their front row position. No doubt they got a great view when the newlywed pair came out on the palace balcony to wave, and kiss — twice to the delight of the crowd.

It was funny to see how shop window displays embraced the occasion, decorating themselves in the national colours and wedding themes, such as the charity shop Barnados which I found in Aberystwyth (see picture above).

All in all, the wedding was obviously a hit. And I have to say, I was most grateful, as I had a beautiful sunny weekend in Wales (which you can read about it my next post)!
.

GLOSSARY

  • Bunting: string with triangular pieces of fabric attached, often flags, or in the national colours of the country, which is then hung up all over shops, towns, pubs, gardens. It makes everything look very jolly/fun.
  • Marmite: as explained, a an iconic spread which some people love and others hate, be sure to try it for yourself one day!
  • To be tickled: in this instance I do not mean that they physically tickled me and made me laugh, but rather that what they were doing made me smile!


Por que Glen Matlock é o cara?

7 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=JQkActP-isE[/youtube]

.
Bem, é simples. Ver o Glen Matlock na Augusta vai ser incrível porque ele é uma lenda viva do rock’n roll.

Glen era o baixista original dos Sex Pistols e o cara que compôs a maioria das músicas do mítico Never Mind The Bollocks Here’s Sex Pistols, um clássico da música pop e um disco obrigatório.

Ele também é protagonista de algumas histórias inusitadas sobre os Pistols.

.
Beatles, não!

Em 1977, quando a banda estava prestes a estourar no Reino Unido, ele foi demitido da banda porque — atenção, é aí que a história faz a lenda — gostava de Beatles!

É claro que Matlock fez questão de desmentir a história em sua biografia, I Was a Teenage Sex Pistol, dizendo que saiu da banda por conta própria pois estava farto de toda a bobagem dos Pistols.

E que ele sempre gostou mesmo era do Faces e não dos Beatles!

Além dos Sex Pistols, Matlock gravou com vários outros expoentes do punk como o baterista do Blondie, Clem Burke, e a iguana mais famosa do mundo, o inigualável Iggy Pop.

Em 2010, ele foi recrutado para fazer parte de uma retomada dos Faces, assumindo o lugar do falecido baixista Ronnie Lane.

E no #15CIF ele vem para comandar uma das noites do festival, no recém inaugurado Beco 203, dia 28, com seu set matador! Saiba mais sobre a balada.
.

+ Quer ganhar o direito de discotecar na noite do Glen? Participe do Tweet’n Shout!

Da Playboy ao Monty Python: a saga do ilustrador Michael Foreman

7 anos atrás ----- Blog

.
Se você gostou das ilustrações fantásticas de Alan Lee, vale conferir também o trabalho de Michael Foreman, escritor e artista britânico que ilustrou o livro The Saga of Erik the Viking.

O livro infantil, que deu origem ao filme Erik, the Viking, do Monty Python, é uma parceria entre Foreman (ilustrações) e o próprio Terry Jones (texto), integrante do grupo de comédia inglês.

Juntos, contam a história do viking Erik, que parte em uma viagem épica em busca da “terra onde o sol se põe à noite”.

Apesar de Foreman ter começado como diretor de arte da revista Playboy, seus desenhos são voltados para crianças.

Felizmente, Foreman nunca confundiu seu trabalho antigo com o novo…

Mas ainda que infantis, os desenhos impressionam, principalmente quando envolvem guerras, navios, combates épicos ou monstros. Seu trabalho — que inclui ilustrações para Alice no País das Maravilhas e livros de Charles Dickens, Oscar Wilde e Roald Dahl – já rendeu diversos prêmios e exibições em grandes museus.
.

✰ Veja a programação da retrospectiva Monty Python no 15º Cultura Inglesa Festival!

 

Como se faz uma banda estourar

7 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=Wb9NnA1rrLI[/youtube]

Oasis -> Primal Scream -> Teenage Fanclub -> Jesus and Mary Chain -> My Bloody Valentine.

Todas essas bandas aí tem um nome em comum: Alan McGee.

Ele é o cara que fundou a Creation Records e lançou todas elas. Quer saber mais sobre qual a importância da gravadora e dessas figuras para o rock inglês nos anos 90? No festival In-Edit, que tá rolando até o dia 8 de maio em várias salas de São Paulo, será exibido o filme “Upside Down” que conta como McGee botou todas essas bandas no mapa.

Depois de ver o filme, você estará pronto para encontrar o McGee em pessoa no dia 27 de maio!

.
Quer abrir a balada do Alan McGee no StudioSP?

No barco da anarquia com o Sex Pistols

7 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=4QtIUvGieyo&feature=related[/youtube]

Para não dizer que não falamos das flores, vamos a ele: o Casamento Real!

Bom, na verdade, o que o príncipe William e a princesa Kate nos lembraram mesmo foi do dia em que o Sex Pistols arranhou a reputação da realeza.

Você sabe dessa história?

No ano em que o Reino Unido comemorava o jubileu de prata da Rainha Elizabeth II (25 anos de reinado de Sua Majestade), a banda de Johnny Rotten lançava o clássico “God Save the Queen”, que deixou a rainha e seus súditos de cabelo em pé.

E bem no dia 7 de junho de 1977, o grande dia de celebração do Jubileu, o Sex Pistols promoveu o evento mais lembrado de todos os jubileus reais da história.

Eles subiram num barco chamado Queen Elizabeth a bordo do Tâmisa, já com Sid Vicious no baixo, navegaram em frente ao Parlamento e tocaram “Anarchy in the UK”, “God Save The Queen” e outras canções do Nevermind the Bollocks.

Uma das maiores afrontas da história do rock.

A Polícia britânica, sempre tão polida, desta vez não se conteve, distribuiu cacetadas e prendeu 11 pessoas (veja o vídeo acima).

Neste texto da revista Uncut, o jornalista Allan Jones lembra do episódio. Ele estava a bordo do Queen Elizabeth no dia!

Hoje o casamento real aconteceu como planejado. É, não se faz mais bandas de punk rock como antes…
.

Glen Matlock, ex-baixista do Sex Pistols, vem aí para anarquizar na noite paulistana. Saiba mais

O primeiro filme do David Bowie!

7 anos atrás ----- Blog

Sete anos depois de ter criado o astronauta Major Tom, o inglês David Bowie apareceu de novo no mundo da ficção científica, dessa vez como ator.

No filme O Homem que Caiu na Terra (Nicolas Roeg, 1976), Bowie faz o papel de Thomas Jerome Newton, um alienígena de forma humanoide que vem à Terra buscar água para seu planeta, que sofre de uma seca severa.
.

.
Na tentativa de juntar os bilhões de dólares necessários para construir uma espaçonave para a viagem de volta, Thomas monta uma empresa de tecnologia. Ele aproveita o conhecimento avançado de seu planeta e lança diversas invenções extraterrestres por aqui.

Mas, no meio do caminho, ele tem de enfrentar dois grandes desafios da humanidade: a ganância no mundo dos negócios e… o amor.

O filme é baseado no romance de mesmo nome do escritor americano Walter Tevis e foi uma das primeiras aparições de David Bowie na telona.

Desde então, ele já interpretou muitos outros grandes personagens, como o vilão Jareth, rei dos goblins, no fantástico Labirinto (Jim Henson,1986) e o famoso cientista Nikolas Tesla, em O Grande Truque (Christopher Nolan, 2006).

.
Saiba mais

“O Homem que Caiu na Terra” será exibido dia 4 de junho

Quer abrir a balada do Festival?

7 anos atrás ----- Blog

.
O primeiro concurso cultural do Festival já está valendo!

É o Tweet & Shout!

“Come on, come on, come on, baby, now…”

Você pode ganhar PASSE LIVRE para as baladas do Festival, levar pra casa CDs autografados e – o melhor – ainda ser convidado para DISCOTECAR na balada do DJ Alan McGee ou na balada do DJ Glen Matlock em São Paulo!

Clique aqui e saiba como participar