Web Content Viewer
Cultura Inglesa Top 5 | Blog – Cultura Inglesa

Top 5 – Tradições mais britânicas de Natal

8 mêses atrás ----- Blog Top 5

Tem uma tradição natalina britânica que se espalhou por todos os países de língua inglesa: beijar alguém debaixo da árvore do visco (“mistletoe”, em inglês). Uma outra tradição ficou mesmo só na Inglaterra: em vez de “Esqueceram de Mim”, os britânicos costumam assistir Love Actually na tevê TODO ANO!

Confira as Top 5 Tradições de Natal britânicas:

Screen Shot 2016-12-16 at 13.52.34
No Reino Unido, diz-se que quem mantém as decorações por mais de 12 dias depois do Natal vai ter má sorte no novo ano. As fairy lights são montadas nas casas com bastante antecedência, mas assim que o natal termina, elas somem!

Screen Shot 2016-12-16 at 13.57.19


Essa tradição
começou há mais de 80 anos, quando o rei George V fez um discurso público no dia do Natal, às 3 horas da tarde. Transmitido então pelo rádio, o discurso se mantém até hoje, mas agora também vai ao ar pela TV e pela internet. A Rainha Elizabeth II fala com todas as nações da Commonwealth no dia do Natal há 64 anos! Haja criatividade para tanta mensagem natalina…

Screen Shot 2016-12-16 at 14.23.42

1995964
Assim como o discurso da rainha e o filme Love Actually, o especial de Natal do Doctor Who também faz todo mundo sentar apertadinho no sofá – neste caso, para assistir o episódio inédito (e normalmente eletrizante) na BBC.

Screen Shot 2016-12-16 at 14.25.21

silhouette-advent-calendar

As quatro semanas antecedentes ao Natal são chamadas pelos cristãos de advento. É um tempo de reflexão e arrependimento, mas também de ansiedade pela chegada do 25 de dezembro. No Reino Unido, o aspecto religioso se esvaiu e essa tradição acabou virando um calendário divertido, o Advent Calendar. Com pequenas portinhas, esse calendário pode contar histórias, poemas ou esconder pequenos presentes para cada um dos dias de dezembro que antecedem o Natal.

Screen Shot 2016-12-16 at 14.27.41

crackers_2435260b

Essa tradição, presente também em toda a Commonwealth, é uma das mais populares do Natal britânico. No dia 25, durante o chamado mid-day dinner, cada pessoa sentada à mesa recebe um cracker, que é um rolinho de papelão embalado, como se fosse um bom-bom, em um papel de presente. Puxando as pontas dessa embalagem, abrem-se os crackers, e de dentro saem presentinhos, poemas, piadas ou coroas de papel. Essas coroas, depois, costumam ser usadas por todos os convidados durante a ceia.

Merry Christmas, everyone!!

Top 8 funny words in English

1 ano atrás ----- Top 5

#
haha road london

bumfuzzle
Definition:
Confuse; perplex; fluster

Example:
“Irish can bumfuzzle any team” – headline about the Notre Dame “Fighting Irish” football team,Chicago Tribune, October 27, 2002

About the Word:
Bumfuzzle may have begun as dumfound, which was then altered first intodumfoozle and then into bumfoozle. Dumfound (or dumbfound) remains a common word today, but bumfuzzle unfortunately is extremely rare

 

carfuffle

Definition:
A commotion, disorder or fuss, especially one caused by conflicting views.

Example:
“The most interesting thing about Susan Rice has been the kerfuffle over her move to become secretary of state” –

About the Word:
From Scottish “curfuffle”, “carfuffle”, from Scottish Gaelic car twist, turn + fuffle to disarrange

 

tardiddle

Definition:
1) a fib; 2) pretentious nonsense

Exemple:
“‘We haven’t got time to listen to more taradiddles, I’m afraid, Dumbledore.'” — Cornelius Fudge in Harry Potter and the Order of the Phoenix, J.K. Rowling, 2004

About the Word:
There is a myth that taradiddle was born in the town of Taradiddle, Ireland; that itself is a taradiddle, because there is no such town.

We don’t know where taradiddle (also spelled tarradiddle) comes from, but we do know that the word has been a favorite of writers ranging from Balzac to Trollope to G. K. Chesterton. Lyricist W. S. Gilbert (of Gilbert and Sullivan fame) used it in two operas.

 

snickersnee

Definition:
1) archaic: to engage in cut-and-thrust fighting with knives; 2) a large knife

Example:
“Oh, never shall I / Forget the cry, / Or the shriek that shrieked he, / As I gnashed my teeth, / When from its sheath / I drew my snickersnee!” —The Mikado by W. S. Gilbert

About the Word:
Snickersnee comes from the Dutch phrase steken of snijden, “to thrust or cut.” Over time, snick and snee, snick-or-snee, and snickersnee followed.

 

Widdershins

Definition:
in a left-handed or contrary direction; counterclockwise

Example:
“And the waves beat upon the one hand, and upon the other the dead leaves ran; and the clouds raced in the sky, and the gulls flew widdershins.” — Robert Louis Stevenson, The Song of the Morrow, 1896

About the Word:
English speakers got widdershins from an old German word meaning “to go against,” and by the mid-1500s we were using the word as we use it today – as a synonym for counterclockwise.

For the first 200 years of the word’s life, however, it had another meaning as well – it was used to describe that particular kind of bad hair day when unruly hair stands on end or simply falls the wrong way.

 

collywobble

Definition:
pain in the abdomen and especially in the stomach; a bellyache

Example:
“… unfortunately I awoke this morning with collywobbles, and had to take a small dose of laudanum with the usual consequences of dry throat, intoxicated legs, partial madness and total imbecility…” — Robert Louis Stevenson, Vailima Letters, 1890-1894

About the Word:
Etymologist believe that collywobbles most likely has its origin in cholera morbus, the Latin term for the disease cholera (the symptoms of which include severe gastrointestinal disturbance).

How would cholera morbus have shifted into collywobbles? By folk etymology – a process in which speakers make an unfamiliar term sound more familiar. In this case, the transformation was probably influenced by the words colic and wobble.

 

cattywampus

Definition:
dialect : askew, awry, kitty-corner

Example:
“The points … where [the two grids] would meet became Broadway and Colfax Ave. which is why to this day downtown Denver sits catty-wampus to the rest of the city.” – Francis J. Pierson and Dennis J. Gallagher, Getting to Know Denver: Five Fabulous Walking Tours, 2006

About the Word:
Long ago English gamblers called the four-dotted side of a die cater (from the French quatre, “four”). The placement of those four dots suggested two diagonal lines, which is likely how cater came to mean (dialectally, anyway) “to place, move, or cut across diagonally.”

Catercorner (later kitty-corner) and caterwampus –and eventuallycattywampus –followed.

 

haha

Definition:
a ditch with a wall on its inner side below ground level, forming a boundary to a park or garden without interrupting the view.

Example:
“A recent use of a ha-ha is at the Washington Monument to minimize the visual impact of security measures” – Wikipedia.

About the word:
The name “ha-ha” derives from the unexpected (i.e., amusing) moment of discovery when, on approach, the vertical drop suddenly becomes visible.

Source: Merriam-Webster, Wikipedia, Oxford Dictionaries

Top 5 – Melhores músicas-tema dos filmes de James Bond

1 ano atrás ----- Blog Top 5

#
007 top 5 songs
#
A mais nova música do agente secreto britânico favorito do mundo inteiro é assinada por Sam Smith, o cantor inglês da hora. A canção do filme Spectre se chama Writing’s On The Wall. Ouça aqui.

Deste que a cantora galesa Shirley Bassey gravou a música-tema de Goldfinger (1964), as canções e os intérpretes convidados passaram a gerar quase tanta expectativa quanto os filmes em si.  A lista de artistas vai de Louis Armstrong e Nancy Sinatra a Duran Duran e Tina Turner. Veja no Top 5 abaixo uma retrospectiva com as melhores músicas do 007:
#

5) Adele, ‘Skyfall’ (2012)


#

4) Shirley Bassey, ‘Goldfinger’ (1964)


#

3) Sheryl Crow, ‘Tomorrow Never Dies’ (1997)


#

2) Madonna, ‘Die Another Day’ (2002)


#

1) Paul McCartney and Wings, ‘Live and Let Die’ (1973)

Top 5 – Road trips pelo Reino Unido

3 anos atrás ----- Blog Top 5

.

road trips-Nepenthes copy

.

Neste ano a mostra de cinema do Cultura Inglesa Festival é dedicada aos Road Movies britânicos e brasileiros, certo? E como esse gênero do cinema dá vontade de colocar o pé na estrada depois do “the end”, organizamos uma seleção de rotas no Reino Unido que valem a viagem.

São diversos quilômetros, com cenários incríveis! Dá uma olhada nas imagens, veja qual atrai mais e, quem sabe no próximo verão inglês você vá conferir tudo pessoalmente?
.

Top5 Ilha de Man

Isle-of-Man

Situada praticamente no meio da Escócia, Irlanda do Norte e Inglaterra, a Ilha de Man atrai quem curte dirigir em altas velocidades: grande parte de suas estradas não tem limite de velocidade! Isso também atrai, aliás, um monte de motoqueiros, que organizam uma corrida todo ano. Se quiser fugir deles, o melhor é evitar o começo do mês de junho. Fora isso, a ilha é adorável, e, dirigindo pelas estradas costeiras, você vai ver toda a beleza do Mar da Irlanda. Para aproveitar as vistas, uma boa dica é dar a volta na Ilha no senti anti-horário.

.

Top4 Cheddar a Ashwiki

Cheddar_Gorge,_Somerset,_UK_-_Diliff copy

Bem próximo a Bristol (Inglaterra), a rota B3135 oferece um cenário repleto de formações rochosas de tirar o fôlego. Existem muitas opções turísticas, desde escaladas até passeio pelas cavernas, mas a principal atração é o Cheddar Gorge – um desfiladeiro de calcário, localizado nas Colinas de Mendip. Foi lá onde o esqueleto humano mais antigo da Grã-Bretanha, com mais de 9 mil anos de idade, foi encontrado em 1903. E sim, o queijo cheddar vem da região de Cheddar.
.

Top3 Península da Cornualha

Coast-road-toWanson_Tony Atkin copy

Para quem gosta de paisagens costeiras exuberantes, vale pegar a estrada B3306 – também conhecida como “West Cornwall”. Com vista para o mar em alguns pontos, liga a cidade turística de Saint Ives à Saint Just na península inglesa. Entre as atrações estão as vilas históricas e a beleza da flora local, que inclui os famosos Jardins Perdidos de Heligan. Também por lá, rola outra das mais populares “road trips” inglesas, pela chamada Atlantic Highway, a estrada A39. A Cornualha reúne as praias mais famosas e bonitas da Inglaterra (elas têm até areia, o que, para os ingleses, é uma raridade), e essa viagem inclui cidades como Bude Newquay, que reúnem jovens interessados em surfar e festar pra caramba.

.

Top2 Snake Pass

snake pass - David Hallam-Jones copy

Nome alternativo para a rodovia A57, está localizada no condado de Derbyshire (East Midlands, Inglaterra) e é umas das clássicas entre motociclistas e outros aventureiros. O percurso passa pelo Peak District, que abriga um dos parques mais visitados do mundo..
.

Top1 Highlands escocesas

A87-Dave Fergusson copy

Maior estrada da região de Highlands, na Escócia, a A87 vai de Invergarry à Ilha de Skye. Ao longo dos cerca de 160 quilômetros de percurso você vai encontrar castelos, pontes antigas de pedra, lagos, muitas montanhas e, talvez, até neve. Basicamente, um roteiro cheio de cenas cinematográficas.

.
Confira a programação de cinema do Festival! E visite o Visit Britain para mais dicas de viagem.

.

TOP 5 – Curiosidades sobre o País de Gales

3 anos atrás ----- Blog Top 5

 

Já sabe que uma das principais atrações do #18CIF, a banda Los Campesinos! é do País de Gales, né? O mais discreto dos países que integram o Reino Unido possui paisagens incríveis, mas também algumas peculiaridades que o deixa ainda mais charmoso.

Em homenagem aos Los Campesinos!, preparamos o TOP 5 – Curiosidades sobre o País de Gales. Se liga:

Top5 Terra de Dragões

bandeira-gales

A bandeira de Gales estampa um dragão vermelho por conta de um príncipe que o ostentava como símbolo. E ele foi incorporado no brasão da dinastia dos Tudors para marcar a ascendência galesa deles. Mas até onde se sabe, ninguém avistou dragões por lá nos últimos anos :(

Top4 Terra de ovelhas

sheep

Um estereótipo clássico (e meio ofensivo) diz que no País de Gales todas as pessoas são ovelhas. E se o pai de um galês não é fazendeiro, é mineiro. O fato é que 78% do território do país é dedicado a atividades agrícolas, inclusive (e principalmente) a criação de ovelhas. E com 8 milhões de animais, a população ovídea é 3 vezes maior que a humana… Isso cria algumas situações inusitadas, como a aí de cima!

Top3 Terra de cantores

los-campesinos

Dizem que o País de Gales é a terra da canção! É fato que em Gales há muitos corais. É um povo que aprecia esse formato de música, e uma piada clássica no Reino Unido é dizer que todos os galeses cantam muito bem! Mas não é bem assim, claro. Entre bandas famosas que pintaram de lá, há algumas bem interessantes, como Super Furry Animals e Manic Street Preachers, sem falar na nossa já querida Los Campesinos!

Top2 Terra do rugby

rugbi

Apesar de ser um país pequeno, eles possuem um time forte de rugby, esporte preferido por lá! Rivalizam bastante com o time inglês, e vira e mexe estão em finais importantes no cenário mundial. Eles nunca ficaram de fora de uma Copa do Mundo de Rugby na história! Apesar da predominância deste esporte, alguns importantes jogadores de futebol saíram de lá, como Gareth Bale (contratação mais cara da história) e Ryan Giggs.

Top1 Terra do idioma com bastante consoante

No País de Gales, há duas línguas oficiais, que têm o mesmo peso e importância: Galês e Inglês. O segundo é mais falado, mas boa parte da população fala galês, e a maioria das placas e comunicações oficiais aparecem nas duas línguas. O Galês é uma língua muito interessante, cheia de história, mas com extremamente poucas vogais, o que a torna beeem esquisita para nós, latinos, e para os ingleses também.

Confira a programação de cinema do Festival! E visite o Visit Britain para mais dicas de viagem!

TOP 5 – Erros que mudaram a língua inglesa (e viraram acertos!)

3 anos atrás ----- Cultura Inglesa Top 5

As línguas são dinâmicas, e o inglês não é exceção à regraAo longo da história, várias alterações no inglês surgiram de coloquialismos que já foram considerados erros, mas que acabaram por moldar o idioma (tanto o oral, quanto o escrito).

Esse top 5 mostra a origem de algumas palavras atuais da língua inglesa que vieram de escorregões do passado, e que caíram na boca do povo. (Atenção: não vai me usar a evolução linguística como desculpa pra tirar nota baixa na escola!):
.

Top5 As letras bagunçadas

 

horse

A confusão que acontece na cabeça da gente quando nos deparamos com a ordem das letras de certas palavras é gatilho para várias alterações no vocabulário. Algumas foram rearranjadas. É o caso de iron, nuclear, comfortable, pretty, horse e prescription, por exemplo. Antes, a grafia dessas palavras era, respectivamente: iern, nucular, comfterble, purty, hros e perscription. Facilitou, não?

[Fonte: Wikipedia, Guardian]
.

Top4 Letras que pulam de palavras

illuminated_scribe

Essa história é bem curiosa: na idade média, as palavras eram escritas tão perto umas das outras que não dava para distinguir onde começava uma e terminava a outra. Letras, então, foram “saltando” entre as palavras, gerando alterações como as das palavras “apron”, “adder”, “lone” e “nickname”. As palavras “apron” e “adder” costumavam ter um n no começo (“Napron”, “nadder”), mas isso foi ficando confuso a cada vez que se usava o artigo indefinido na frente delas. Praticamente, não existe diferença de pronúncia entre “an apron” e “a napron”, o que gerou a supressão do n, com o tempo.

Com “nickname”, a história foi parecida: antes, a expressão “eke name” era usada para designar um “nome adicional”. De tanto usá-la perto do artigo “an” (“an eke name”), o tal do nome adicional virou “nickname”.

[Fonte: Wikipedia, Guardian]

Top3 A letra fantasma

 

thunder thunder

Há também uma leva de mudança que surge a partir de uma estranha necessidade das pessoas de colocar letra onde não tem. Um dos espaços nas palavras que mais abrigam letras novas é o vão entre um som nasal e um som não-nasal. Isso aconteceu nas palavras “thunder” e “empty”, que já foram “thuner” e “emty”; e está acontecendo com “hamster” e “warmth”, às quais os anglófonos andam adicionando um p (“hampster”, “warmpth”) e “fence”, que tem sido ouvida por aí como “fentce”.

[Fonte: Wikipedia, Guardian]

Top2 A letra que muda de som quando viaja

 

ski

.
Tem umas palavras que parecem “pousar” no nosso vocabulário de repente, com uma pronúncia que não tem nada a ver com a grafia. Geralmente, elas são estrangeiras, e a gente pode aprender a falar do jeito original, ou ler do nosso jeito o que parece estar escrito no papel.

É o que aconteceu em inglês com a palavra “ski”. Originária do norueguês, língua em que “sk” é lido como “sh”, a palavra surgiu na Inglaterra sendo pronunciada “shi”. Com o tempo, a galera passou a ler “ski”, e a pronúncia se oficializou. Essa mesma dinâmica acontece atualmente com palavras como “often” (apesar de a maioria das pessoas dizer “offen”, ultimamente aquele “t” está querendo aparecer também) e “clothes” (que, geralmente, se pronuncia “close”, mas tem sido ouvido como “clothes”, com “th”, mesmo).

[Fonte: Wikipedia, Guardian]

Top1 As letras engolidas

 

Quit_d41dfc_153271

Conhecido pelos entendidos como “síncope”, esse é um dos processos mais comuns que sofrem as línguas vivas. É o que fez a expressão em português “vossa mercê” virar “você” com o tempo, e o que faz com que, na verdade, a gente diga “cê” no dia a dia. No inglês, essa tal de síncope fez com que o “Woden’s Day”, originalmente o dia do deus nórdico Odin, virasse “wednesday” (e o d que restou nem é pronunciado). O mesmo acontece com o natal da língua inglesa: ninguém lembra do t de Christ, e “christmas” vira praticamente “chrismas”.

[Fonte: Guardian]

TOP 5 – Humor britânico no Pinterest

3 anos atrás ----- Blog Top 5

Um dos álbuns mais populares do Pinterest do Cultura Inglesa Festival é o do Humor Britânico! E não poderia ser diferente, já que os ingleses têm um humor muito particular.

Reunimos as nossas cinco imagens preferidas do álbum (você pode conferir todas as outras aqui!) Com vocês, TOP 5 – British Humor:

Top5Anarchy in the UK

humor 1

E os Sex Pistols tinham razão…
.

Top4What if it was British?

humor 2

O blog do Cultura Inglesa Festival preparou uma série chamada “What if it was British”, que mostrava alguns ícones de outras culturas com um ‘twist’ britânico. O resultado você pode sacar aqui.
.

Top3Sopa do dia

humor 3

Dizem que se bebe demais na Inglaterra. O fato é que eles sabem rir disso, pelo menos…
.

Top2Progapanda

humor 4

O humor britânico é conhecido por suas sacadas espertas. Veja essa propaganda da BBC América, um ótimo exemplo 😉

Top1Gemma Correll

humor 5

Ilustradora talentosa, Gemma Correll faz boas imagens ilustrando expressões idiomáticas, mostrando o duplo sentido delas. Veja que fofa essa foca de aprovação (“foca” e “selo” são palavras escritas da mesma forma em inglês = “seal”). Contamos a história dessa ilustradora, com mais imagens, aqui.

Siga a gente lá no Pinterest e no Instagram e fique por dentro do humor britânico também!

 

TOP 5 – Homenagens aos 50 anos da invasão dos Beatles

3 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa Top 5

Há exatos 50 anos, setenta e três milhões de pessoas ligavam suas TVs no canal CBS para assistirem a quatro inglesinhos de cabelo cortado se apresentarem no Ed Sullivan Show. Foi uma noite que entrou para a história.

Era a primeira vez que os Beatles tocavam na televisão norte-americana. Nem a banda, nem o Ed Sullivan e nem a própria CBS esperavam o frenesi maluco e a audiência gigantesca que rolaram naquela noite – a polícia de Nova York diz até que, enquanto os Beatles tocavam, não houve um único crime registrado em nenhum canto da cidade! A última semana (culminando no domingo 9 de fevereiro) foi recheada de homenagens a essa noite que mudou a história da música.

Confira o nosso top 5 com as melhores homenagens aos 50 anos da chegada dos Beatles na América!
.

Top5 Monumento à chegada triunfal
.

beatles-at-jfk (reprodução)

Foi no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, que os Beatles pisaram pela 1ª vez nos Estados Unidos no dia 7 de fevereiro de 1964. Semana passada, a cidade revelou um monumento aos Fab Four no local.

Top4 Flaming Lips toca “Lucy in the Sky with Diamonds”, junto com filho de John Lennon

 

O Late Show with David Letterman, que é gravado no mesmo teatro onde Ed Sullivan costumava transmitir seu programa, homenageou os Fab Four com um cover diferente a cada dia da semana que passou. E a banda que fechou a semana foi o Flaming Lips. Eles retomaram a psicodelia do mesmo lugar onde os Beatles a deixaram, e ainda a levaram além! Com um visual mezzo-robô-mezzo-freak, Wayne Coyne chamou o filho de John Lennon para tocar o hino dos anos 60. Outro destaque da semana foi a inspirada versão de “And I Love Her” pelo Broken Bells.

Top3Arctic Monkeys toca “All My Loving”

 

Uma das bandas inglesas que invadem os Estados Unidos hoje em dia é o Arctic Monkeys! Tocando para um Madison Square Garden lotado, Alex Turner e sua turma fizeram o seu maior show na América ontem, 50 anos depois da apresentação dos Beatles, e mandaram esse cover pesado de “All My Loving”. Arrepiou aí?

Top2  Dave Grohl toca uma pérola do Yellow Submarine

 

O vocalista do Foof Fighters se juntou com Jeff Lynne (da clássica banda inglesa da década de 70 Electric Light Orchestra) para mandar “Hey Bulldog”, do Yellow Submarine. Participação especial: a filhinha de Grohl, Harper, de 5 aninhos. Essa apresentação rolou no…

 Top1The Night That Changed America: A Grammy Salute To The Beatles

 

A principal homenagem à data histórica foi feita pela própria CBS, que armou um especial de quatro horas recheado de atrações, imagens de arquivo, entrevistas e shows de artistas completamente diversos, como Ed Sheeran (veja o vídeo), Kate Perry, Stevie Wonder… Até o Eurythmics (a dupla inglesa do clássico “Sweet Dreams”) se reuniu para uma versão da delicada “The Fool On The Hill”. Veja aqui a hora em que Paul e Ringo se juntaram para tocar juntos antes que a CBS derrube mais um vídeo da internet!

 

TOP 5 – Bandas de Glam Rock Britânico

3 anos atrás ----- Blog Top 5

T+Rex

Um dos movimentos musicais mais importantes do mundo pop nasceu na Inglaterra, com guitarras, atitude e muita maquiagem! O Glam Rock ganhou o mundo nos anos 70, embaralhando questões de gênero, atitudes transgressoras, tudo embalado pelo bom e velho rock ‘n roll (com batom, nas palavras de John Lennon).

Esse período de transformações de comportamento ganhará uma homenagem de Thiago Pethit nos palcos do #18CIF! O artista paulistano irá homenagear músicos clássicos do glam britânico num show exclusivo em São José dos Campos. Para aquecer, que tal um… TOP 5 – Bandas de Glam Rock Britânico?

Top5 The Darkness

Depois dos anos 70, a energia do Glam se diluiu em diversos novos movimentos, como o punk, o gótico, entre outros. O grupo The Darkness, fundado em 2000, bebeu da fonte original e até hoje leva aos palcos a postura glam embalada por seu hard rock. Por manter o glamour vivo, eles pegam o quinto lugar na nossa lista!

Top4 Roxy Music

Liderada por Brian Ferry, Roxy Music se junto em 1971, em Londres. Considerado um dos atos mais artísticos do glam, a banda namorou com o progressivo, o art rock a new wave. Os oito discos lançados pela banda influenciaram gente de peso, e apesar de nunca ter feito um enorme sucesso comercial fora da Inglaterra, é uma das bandas mais respeitadas da década.

Top3 Gary Glitter

Talvez a personalidade mais controversa do estilo, o passado recente do cantor é cheio de passagens tensas com a justiça. Mas durante muito tempo, ele moldou a imagem do cantor de Glam Rock. Era muito brilho, purpurina e penteados estilosos juntos numa pessoa só!

Top2 David Bowie

Foi difícil relegar o Bowie para o segundo lugar, mas nesse caso não teve jeito. Bowie foi muita coisa em sua carreira (não é à toa que o chamam de camaleão, poxa). Foi inclusive uma das figuras mais carimbadas do Glam, com seu personagem definitivo do estilo, Ziggy Stardust. Pegaria o primeiro, não fosse…

Top1 T. Rex

…Marc Bolan e sua trupe. Formada em 1967, como um duo, a banda tinha um pé na hippiece do período, com arranjos folk e psicodélicos. Foi no começo da década de 70 que o T. Rex foi migrando para um novo estilo, mais elétrico e pop – acompanhado pela mudança no visual. Eles foram a principal banda a construir a imagem do Glam como o conhecemos! Infelizmente, a banda chegou ao fim com a morte de Bolan em 1977.