Web Content Viewer
Cultura Inglesa The Insider | Blog – Cultura Inglesa

Talk British To Me (Episode 7) – “The Scottish English”

1 ano atrás ----- Blog The Insider Vídeo

🇬🇧 In this episode of our original series shot in London, we explore some of the most famous Scottish idioms. Aye!!

✅ Turn on the English (or Portuguese) SUBTITLES by clicking the button in the lower right corner of the player!
💻 Turn on HD mode in the same corner

©️ “Talk British To Me” is a monthly show by Cultura Inglesa, stay tuned and subscribe!

Talk British To Me – Episode 5: On the Football Pitch

2 anos atrás ----- Blog The Insider

.

.

The fifth episode of our series about the English spoken in Britain visits Poplar – a non-popular area of East London – to learn the idioms used by the Brits when they play or talk football

✅  Turn on the English SUBTITLES by clicking the button in the lower right corner of the player!

✅ Turn on HD mode (in the same corner)

Talk British To Me is a monthly show by Cultura Inglesa. Watch all the episodes here

Talk British To Me #5 – Termos que os ingleses usam no futebol

2 anos atrás ----- Blog The Insider Vídeo

.

.

The fifth episode of our series about the English spoken in Britain visits Poplar – a non-popular area of East London – to learn the idioms used by the Brits when they play or talk football

✅  Turn on the English SUBTITLES by clicking the button in the lower right corner of the player!

✅ Turn on HD mode (in the same corner)

Talk British To Me is a monthly show by Cultura Inglesa. Watch all the episodes here

Talk British To Me #4 – Como pronunciar nomes de lugares ingleses

2 anos atrás ----- Blog The Insider Vídeo

#

#
O que é que faz do inglês britânico tão… britânico? Não é só o sotaque!

A série Talk British to Me, apresentada pelo nosso “insider” em Londres, entrevista personagens da cidade e explora diferentes universos da cultura local para mostrar quais expressões, termos, gírias e – claro – jeitos de pronunciar as palavras, fazem o inglês britânico ser tão atraente.

Neste quarto episódio, vamos até King’s Cross – a estação de trem mais famosa da Inglaterra (graças ao Harry Potter) – para encontrar uma londrina chamada Florence.

Com um sotaque britânico clássico, ela mostra como pronunciar “Worcester”, “Tottenham” e outros lugares do Reino Unido, além de explicar o significado de expressões comuns no dia-a-dia do inglês britânico no quadro “Phrase in the Box”.

Não esqueça de ligar a legenda em inglês!

Assista todos os episódios em HD aqui

Inscreva-se no nosso canal do YouTube para não perder mais nenhum!

 

Top 5 – Maravilhas britânicas de Wimbledon

2 anos atrás ----- Blog The Insider

#
#

É como se a Inglaterra sediasse uma copa do mundo todo ano. O torneio de tênis de Wimbledon, o mais antigo e tradicional grand slam do planeta, e o único que exige um dress code dos tenistas, mobiliza o país inteiro e é um acontecimento britânico dos pés à cabeça.

Aqui estão 5 razões que fazem de Wimbledon o evento esportivo mais especial do ano no UK:
##

Um bairro vestido de tênis

Londres se transforma em vários pontos quando Wimbledon começa. No bairro que dá nome e sedia o torneio (no sudoeste da cidade), a transformação é completa: as lojas, ruas e as estações de metrô mais próximas do All England Club (Southfields Station e Wimbledon Station) se vestem de tênis.

#

Hora da BBC brilhar

É o momento em que duas clássicas instituições britânicas se juntam: BBC e Wimbledon. A BBC não tem os direitos de transmissão dos principais torneios de futebol, nem da Fórmula 1. Mas Wimbledon é com ela: ao vivo todo dia na tevê, internet e rádio. John McEnroe, provavelmente o tenista mais comédia da história, é um dos comentaristas da emissora e uma diversão à parte.

Os veículos que não possuem direito de transmissão trazem a cobertura ao vivo em seus websites, e os principais jornais de Londres colocam Wimbledon em suas capas dia sim, dia não.
#

Um double decker exclusivo

Que outro evento tem seu próprio ônibus de dois andares vintage? Além deste da foto, durante o torneio mais alguns double deckers normais fazem o trajeto Estação de metrô – Quadras de tênis.
#

Morangos frescos!

Morango com chantilly é o prato principal de Wimbledon desde o século XIX. Nada menos que 33 toneladas de morango são consumidas durante o torneio todo ano! E todos são frescos, colhidos às 4h da manhã do dia em que são servidos.

#
#

A fila das filas

 

Se você não é da família real, conseguir ingresso para Wimbledon não é fácil, nem barato. Existe um sorteio para a compra de ingresso, como o da Copa do Mundo, que começa um ano antes do torneio. Quem não é sorteado, vai para a Fila. Localizada num campo de golfe ao lado do All England’s Club, a mítica The Queue é a mãe de todas as filas inglesas e uma das atrações de Wimbledon.

Todo dia de torneio, a organização disponibiliza ingressos para a entrada no complexo (que não garante entrada para as quadras principais, apenas as menores), mas para conseguir um, você precisa chegar cedo. Muito cedo! Na primeira semana (a que tem mais jogos nas quadras menores), já às 7h da manhã a Fila já não comporta mais ninguém. Muita gente acampa por lá, faz piquenique, lê livros, faz amigos, etc, porque a fila é longa: tem mais de 1km e até quatro horas de espera.

A Fila é tão tradicional que tem guia oficial, monitor, um banheiro que anda, entretenimento durante o percurso e um nome próprio: The Queue (sim, com letras maiúsculas). A cada ano, ela só aumenta. E quem pega, diz que vale a pena, afinal, é verão.

20150707_191604
#
Acompanhe Wimbledon ao vivo.

 

London 40 graus – Como a cidade lida com algo raro: sol e calor

2 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa The Insider

#
Screen Shot 2015-07-02 at 09.26.40
#
É público e notório que o sol e o Reino Unido não são lá grandes amigos. Num dia quente de verão, então, fica evidente: os britânicos estão muito mais acostumados com a chuva e o frio do que com o sol e o calor.

Nesta quarta, 1º de julho, fez o dia quente em Londres. A cidade experimentou a temperatura mais alta da sua história. Os termômetros alcançaram 36 graus em Heathrow (o bairro do aeroporto).

Se para um carioca já é calor, imagina para um londrino que considera 25 graus abrasador. Foi um deus nos acuda.

Ruas derreteram, trens foram cancelados, pessoas passaram mal na rua e no metrô, autoridades distribuíram garrafinhas d’água em vários pontos do país, os jornais reportaram a “heatwave” ao vivo, e os famosos double deckers viraram um forno (o segundo andar de alguns ônibus bateu quase 40 graus).

A maioria dos lugares fechados (como casas de show e o metrô, por exemplo), não tem ar condicionado – apenas sistema de calefação. Ou seja, quem estava na rua não tinha muito para onde fugir. Ar condicionado em casa, nem pensar.

Em Wimbledon, onde ocorre o torneio de tênis, um gandula desmaiou no meio de uma partida. Nas casas de apostas já tem mais gente apostando que jogos serão interrompidos por causa do calor do que por causa da tradicional chuva.

Global warming, my friends.

Mas nem o calor derreteu o humor britânico:
#

#

[The Insider] Quantas pessoas são necessárias para levantar um double decker

2 anos atrás ----- Blog The Insider

#

Londres viveu uma história comovente nesta quinta-feira. Um ciclista ficou preso embaixo da roda dianteira esquerda de um dos famosos double deckers da cidade na região de Walthamstow. Imediatamente, 100 transeuntes que estavam nos cafés da esquina ou passavam pela Hoe Street se reuniram para levantar o ônibus de 12 toneladas e salvar o rapaz.

Os 100 cidadãos estão sendo chamados de heróis, mas o ciclista ainda se encontra em estado grave. Acompanhe a história no site do Evening Standard, jornal da cidade, e leia o relato as testemunhas.

Londres enfrenta uma crise no momento em relação a este assunto. Mais de 10 ciclistas já morreram atropelados este ano, incluindo a diretora de arte do Victoria & Albert Museum. O prefeito Boris Johnson (que também é ciclista) tem ampliado as ciclovias, mas pouco tem sido feito nos cruzamentos perigosos, e o número de ciclistas só aumenta.

A capital britânica tem um problema de espaço – as ruas da cidade parecem mais estreitas do que as das capitais europeias vizinhas, o que torna a divisão de espaço entre carros, ônibus e ciclistas bem mais complicada.

Tomara que este rapaz fique bem.

 

Top 5 festivais mais curiosos do Reino Unido

2 anos atrás ----- Blog The Insider

#
Não é só de Glastonbury que vive o Reino Unido. O país tem festival de tudo o quanto é tipo. Confira abaixo cinco festivais deste ano que representam a diversidade dessa tradição tão britânica:

(Nota: aqui estamos tratando apenas de festivais porque se incluirmos eventos estranhos britânicos, como a corrida do queijo, futebol dentro do rio, competição de comer cebola, etc, essa lista seria interminável!).

1) Pignic

Exatamente como sugere o nome, este festival é um piquenique rodeado de porquinhos. Esses bichinhos fofuchos ficam enormes quando crescem, então o melhor esquema para brincar com eles é num evento como este. Além de se diversão com os bebês, o festival também oferece coquetéis e filmes com temas suínos, além de comidas que não envolvem bacon ou presunto. O dinheiro arrecadado vai para entidades de proteção aos animais De 19 a 21 de junho em Londres – saiba mais: http://www.yelp.co.uk/events/london-yelp-londons-pop-up-pignic

#
2) Up Helly Aa

O maior festival do fogo da Europa é celebrado em Shetland, Escócia, em janeiro. Várias atividades acontecem durante o festival, mas o ponto alto é a procissão de tochas (mais de 1.000!) e o barco viking que vira uma imensa fogueira. Saiba mais: www.uphellyaa.org/

#
3) Kattlewell Scarecrow Festival

Este festival se considera o “melhor festival de espantalhos do Reino Unido”. Se você estiver em Kattlewell, região de Yorkshire, entre 8 e 16 de agosto, dê um pulo lá: custa apenas £1. Além da competição de melhor espantalho do ano, a maior atração é o mistério que os participantes têm de resolver passeando pela vila em que acontece o evento. Saiba mais: http://www.kettlewellscarecrowfestival.co.uk/

#
4) Isle of Wight Garlic Festival

A bela Isle of Wight é famosa pelo seu tradicional festival de música que acontece em junho. O que pouca gente sabe é que por lá também acontece o festival do… alho!! Sim, um fim de semana inteiro dedicado a esta maravilhosa especiaria. Tem cerveja de alho, sorvete de alho, pipoca de alho, etc, etc. O festival também tem música, claro, e outras comidinhas locais que não levam alho. Seu principal objetivo é levantar fundos para os agricultures da ilha. Saiba mais: http://garlic-festival.co.uk/

#
5) Pembrokeshire Fish Week Festival

Festivais de comida no Reino Unido rivalizam em quantidade com os festivais de música. O “Garlic Festival” é só a ponta do iceberg. O país também tem festival de ostras, aspargos, queijo, chocolate, café, cerveja… Entre os festivais gastronômicos dedicado a alguma comida, o maior de todos provavelmente é o Pembroke Fish Week Festival – uma semana inteira dedicada aos amantes de peixes. Além das barraquinhas de comida, o Fish Week também conta com workshops, aulas de culinária e outras atividades aquáticas (como snorkel, por exemplo). Realizado no País de Gales, este ano o festival acontece entre 25 de junho e 3 de julho. Saiba mais: http://www.pembrokeshirefishweek.co.uk/

#

“Talk British To Me #2” – Truques do inglês com um mágico de Camden Town

2 anos atrás ----- Blog The Insider Vídeo

#

O que é que faz do inglês britânico tão… britânico? Não é só o sotaque!

A série Talk British to Me, apresentada pelo nosso “insider” em Londres, entrevista personagens da cidade e explora diferentes universos da cultura local para mostrar quais expressões, termos, gírias e – claro – jeitos de pronunciar as palavras, fazem o inglês britânico ser tão atraente.

Neste episódio, a conversa é com um mágico londrino que trabalha no famoso bairro de Camden.

O mundo mágico britânico será tema do Festival deste ano, fique de olho na programação!

>> Assista ao 1º episódio num pub em Newington Green.