Web Content Viewer
Cultura Inglesa outubro 2013 – Blog – Cultura Inglesa

Mês: outubro 2013

Conheça os curadores do Edital do #18CIF

4 anos atrás ----- Blog Edital

.
Os espetáculos apoiados serão atrações do #18CIF

As inscrições para o Edital do #18CIF se encerraram ontem, e o resultado será divulgado no dia 10 de dezembro. Serão dez projetos apoiados nas categorias Artes Visuais, Curta Metragem Digital, Dança, Teatro Adulto e Teatro Infantil

Estes espetáculos farão parte da programação do 18º Cultura Inglesa Festival ano que vem! Conheça os curadores que farão a seleção:

Artes Visuais
Fábio Cypriano
Martin Grossmann
Júlio Landmann
Claudia Marchetti
Marcelo Araújo 

Cinema
Daniel Gaggini
Rafael Sampaio
Newton Cannito 

Dança
Ana Catarina Vieira
Sílvia Maria Geraldi
Flávia Couto 

Teatro Adulto
Ubiratan Brasil
Soledad Yunge
Alexandre Mate

Teatro Infantil
Jacqueline Obrigon
Ângelo Brandini
Dib Carneiro Neto

Agora dá pra navegar pelo Tâmisa no Google Street View

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

Captura de tela 2013-10-30 às 12.11.21

.
Google Street View lançou um novo passeio virtual, mas dessa vez não por uma rua, e sim pelo rio que corta Londres no meio! 

Responsável pela administração do rio, a Port of London Authority foi quem propôs ao Google esse mapeamento, além de disponibilizar ao site o barco do qual todas as fotos foram tiradas. O percurso dura pouco menos de 48 km, e passa não só ao lado do London Eye e do Big Ben, como também por baixo da Tower Bridge.

Desde Woolwich, uma cidade suburbana no sul de Londres, até Richmond, distrito do sudoeste da cidade, aproximadamente uma foto panorâmica foi tirada a cada 2,5 segundos para compor esse passeio digital.

 

Captura de tela 2013-10-30 às 12.13.56

Chamado pelo site Londonist de “London’s Original Highway”, o Tâmisa e sua alta navegabilidade podem ser difíceis de imaginar para nós, que temos como parâmetro o Pinheiros ou o Tietê. Mas as coisas nem sempre foram assim.

O rio costumava ser tão poluído que, no verão de 1858, o parlamento britânico – que fica em frente ao Tâmisa – teve que suspender suas sessões. O episódio, denominado de Great Stink,  junto com as epidemias de cólera que começaram a surgir entre as décadas de 1850 e 1860, serviram de alavanca para a construção de um sistema de captação de esgoto na capital inglesa.

Mesmo assim, pouco menos de 100 anos depois, a situação – literalmente – voltou a se mostrar preta. Em 1950, a poluição exacerbada do rio forçou o estabelecimento de um sistema de tratamento de esgoto, o que não existia até então.  Essas medidas não só melhoraram as condições de navegação, mas também possibilitaram o retorno da vida aquática do Tâmisa.

 

Captura de tela 2013-10-30 às 12.12.01

Desde 2005, a ONG Thames21 recruta voluntários para ajudar na limpeza do rio, que ainda acaba recebendo bastante lixo em seu leito.

E, desde a segunda-feira dessa semana, você pode navegar pelas águas do Tâmisa através das ferramentas tecnológicas do Google, e conferir a paisagem e a limpeza com seus próprios olhos.

[The Insider] Por dentro de um jogo do futebol inglês

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa The Insider The Insider

.
O futebol é uma língua universal, sem dúvida.

O esporte que é jogado em Glasgow é o mesmo jogado em São Luís do Maranhão. Mas a relação que os torcedores tem com o futebol muda a cada esquina.

Uma adorável senhora chamada Sue Smith, moradora do bairro de Islington, norte de Londres, levou o blog do Cultura Inglesa Festival a um jogo do Arsenal, o time local, para nos mostrar como é ver de perto uma típica partida da Premier League (a 1ª divisão do campeonato inglês).

E, para quem é fanático pelo futebol brasileiro, é uma experiência bastante esquisita.
.

No meio caminho havia um pub

Para começo de conversa, não há ingresso à venda na bilheteria do estádio.

Quem tem direito, compra ingresso pela internet.

A família de Sue tem “membership” para a temporada toda – ou seja, são o que conhecemos por sócios e têm direito a comprar ingresso para todos os jogos (que custam em torno de 35 a 90 libras).

Só sobra ingresso para o público em geral se os sócios ouro, prata e bronze não comprarem todos antes. O que só acontece em partidas amistosas ou em campeonatos secundários. 

Com a carteirinha da Sue em mãos, saímos da estação do metrô de Highbury & Islington e vamos a pé até o Emirates Stadium (uma caminhada de 10 minutos) para assistir Arsenal x Norwich, jogo válido pela 8ª rodada da liga inglesa.

Mas a primeira parada é, claro, num pub!

Há muitos pubs pelo caminho. E em dias de jogos, a maioria só aceita torcedores do Arsenal.

No pub que concentra os torcedores mais fanáticos do time (e fica dentro de uma universidade para ser mais “exclusivo”), só entra quem tem ingresso pro jogo.
.

Screen Shot 2013-10-30 at 13.18.00Screen Shot 2013-10-30 at 13.18.35

.
Tomamos um pint secando o Liverpool, rival do Arsenal que brigava também pela liderança da Premier League.

“Esse pub é obrigatório antes de um jogo aqui no Emirates”, conta Sue. “Mesmo quando a partida começa às 11h da manhã”.

Os torcedores visitantes também têm seu pub. Não importa o time, o pub de quem joga contra o Arsenal é sempre o Drayton Park.

Screen Shot 2013-10-30 at 13.19.17

.
E ninguém mexe com eles ali. O clima é muito pacífico e ordeiro em todo o entorno do estádio.

Essa faixa para os torcedores do Norwich na entrada do estádio diz tudo:

Screen Shot 2013-10-30 at 13.20.09

.

Dentro da “biblioteca”

Os 60 mil torcedores entram em cima da hora de uma vez só no estádio. Como cada setor do Emirates tem muitos portões, e cada ingresso só funciona na catraca do seu setor, a vazão é muito rápida.

Dentro do estádio, o clima é alegre, mas não festivo. Logo de cara, a atmosfera lembra mais a de um show de alguma banda grande do britpop do que a de um jogo de futebol.

A torcida grita o nome de alguns jogadores e a partida começa.

O adversário do dia é o Norwich, um time do interior que briga para não cair para a 2ª divisão.

Logo de cara, o Arsenal faz um golaço. Achei que a torcida ia finalmente explodir. Mas, não é bem o que acontece. Feliz da vida, os torcedores seguem sentados, cantando umas músicas curtinhas de vez em quando e batendo palma em algumas jogadas.

Sue canta todas elas.

Screen Shot 2013-10-30 at 14.22.30

.
Os ingleses são, sim, fanáticos por futebol. A média de público da segunda divisão da Inglaterra, por exemplo, é maior do que a média da nossa primeira divisão.

Mas a entrega, a devoção, não é a mesma. Só ver que na Copa, o país não pára para ver a Seleção. 

Falta uma latinidade. Somo muito mais apaixonados e vibrantes (e agressivos também, diga-se de passagem).

E a torcida do Arsenal é famosa na Inglaterra por ser particularmente silenciosa.

O antigo estádio do time, o Highbury, foi apelidado pelos rivais de “library” (biblioteca)!

“Se você for num jogo do Millwall, time do sul de Londres, vai ver mais bagunça. Eles são os piores hooligans da Inglaterra. Aqui é tudo muito tranquilo”, revela nossa amiga Sue.

Embora mais devagar, a torcida do Arsenal é bastante interessante. É a torcida mais democrática do país. Ela abraça gente de todo credo, cor, orientação sexual e nacionalidade. A maioria dos imigrantes de Londres acabam virando “gunners” (o apelido dos torcedores). 

“O senhor que é sócio do assento na nossa frente é um executivo americano que se apaixonou pelo futebol. Ele viaja muito, mas quando está na cidade, sempre vem aos jogos de terno e gravata”, diz Sue, sobre seu vizinho de cadeira.

À esquerda de onde estamos sentado tem uma faixa “Arsenal Indonésia”, à direita, “Arsenal Bulgária”, na frente: “Arsenal Japão”.

Screen Shot 2013-10-30 at 13.20.50

.
“Aquela lá eu nunca tinha visto! É nova, que ótima”, exclama Sue, apontado para a faixa dos torcedores gays. Imagina uma dessa no Morumbi ou no Mineirão? Pois é.

As músicas que a torcida canta são curtas, mas ótimas. E apenas uma tem algum teor bélico (a que eles dizem odiar o Tottenham, rival do norte de Londres). As demais são, digamos, fofas.

Fundado em 1886, o time é um dos mais vencedores e tradicionais clubes do futebol inglês.

A primeira transmissão de uma partida de futebol ao vivo pela tevê tinha o Arsenal em campo.

 

Fim fo primeiro tempo, hora de mais um pint 

O canto que mais diverte a torcida é o da “guerra de arquibancadas”. A galera do leste do estádio grita que é a “margem leste do Highbury” (a letra ainda contém o nome do estádio antigo), enquanto que o norte grita que é o norte. O oeste nunca se manifesta. Veja no vídeo acima. 

A outra ponta do estádio chama-se “clock end” (porque tem um relógio).

Aliás, outra diferença em relação ao nosso futebol: o tempo do jogo aparece no telão, assim como o replay de algumas jogadas (inclusive jogadas polêmicas). No Brasil, nada disso é permitido.

Antes mesmo do juiz apitar o fim do 1º tempo, a galera já corre para comprar cerveja, cachorro-quente, torta ou fish’n’ chips.

“Outro dia, um canal de esportes fez um levantamento sobre quantos gols as pessoas que saem para comprar um pint perdem, e a quantidade é imensa”, me conta um torcedor do Arsenal. Mas olha o tamanho da fila no intervalo:

.
4×1 pro Arsenal, placar final. Da mesma maneira que entraram, a galera sai. Em cinco minutos já não tem mais ninguém no estádio!

E os 60 mil torcedores se dispersam pelo bairro de Highbury.

A maioria provavelmente atrás do próximo pub.

 .
.

 13_CIF_insider_arsenal

 

Qual é a origem do icônico fish and chips?

4 anos atrás ----- Blog BritQuiz Cultura Inglesa

fish-chips3

 

Separadamente, tanto o fish quanto as chips têm origens fora das ilhas britânicas.

A origem das batatas fritas, apesar de serem chamadas de french fries nos Estados Unidos, é bastante controversa, e motivo até hoje de picuinha entre franceses e belgas. Um dos possíveis motivos da ideia original de fritar batatas teria sido a necessidade de substituição do peixe na alimentação camponesa, quando lagos congelavam. Segundo essa versão da história, no inverno belga, camponesas cortavam batatas em formatos que remetiam a pedaços de peixe, antes de fritá-los e servi-los a toda a família.

Já o peixe empanado parece ter sido trazido ao Reino Unido por judeus, emigrando de Portugal e da Espanha no século XVII.

Explicar como surgiu o prato que junta essas duas maravilhas fritas é tão complexo e controverso quanto é o caso da rixa que opõe belgas e franceses a respeito das chips. Tanto o norte quanto o sul da Inglaterra alegam ter comercializado primeiro o fish and chips. Mas a única coisa de que se pode ter certeza, agora, é que a popularização do prato – que se espalhou por toda Inglaterra e também, mais tarde, pela Escócia e pela Irlanda – aconteceu pelo apelo que ele teve diante das classes operárias britânicas. Sendo um prato quente, prático, nutritivo e saboroso, o fish and chips se estabeleceu, desde então, como prato nacional.

 

1860cfe1d26bd4b8a0e388728dd06e78

 

Em todas as esquinas da cosmopolita capital inglesa, estão disponíveis hoje em dia releituras do clássico. O mais comum é o vegetarian fish and chips, que, apesar de parecer contraditório, é bastante popular e tem várias versões.

Em nosso Pinterest, onde reunimos uma porção de receitas tradicionais inglesas, o fish and chips selecionado tem um toque indiano. Você pode conferir tudo isso clicando aqui!

TOP 5 – As corridas britânicas mais malucas

4 anos atrás ----- Blog Top 5

Tetbury-Woolsack-Race
.

A Inglaterra não inventou só a Fórmula 1. Tem umas corridas bem mais heterodoxas rolando por lá – corridas que dificilmente o Galvão Bueno narraria num domingo de manhã! Está dada a largada para o nosso Top 5 – Corridas britânicas malucas!

 

Top1 Essa corrida é um saco

As Tetbury Woolsack Races acontece todo ano em uma das ruas mais íngremes de Tetbury. A cidade, situada entre grandes campos de criação de ovelhas, foi um dos maiores pólos de produção de lã da Inglaterra durante a idade média. Diz-se que, no século XVII, pastores subiam a mesma rua íngreme – Gumstool Hill – carregando pesados sacos de lã nas costas, para impressionar as mulheres. Atualmente, há um dia oficial para que as woolsack races aconteçam, todo mês de maio (veja a foto acima!). Os homens sobem morro acima carregando sacos de aproximadamente 30kg nas costas, enquanto a categoria das mulheres requer o carregamento de pouco menos de 15kg. Imagina-se que muitos homens devam continuar se mostrando para as mulheres, mas hoje em dia, a principal vantagem das Tetbury Woolsack Races é que elas conseguem arrecadar, ano após ano, muito dinheiro para a cidade de Tetbury.

 

Top2 Entre homens e cavalos

Em 1980, em um bar na região de Llanwrtyd Wells no País de Gales, uma conversa de boteco foi levada a sério demais por um proprietário de terras empreendedor. Ouvindo dois homens embriagados conversarem sobre homens e cavalos correndo sobre um morro, Gordon Green aproveitou para pensar na rentatividade e popularidade de seu hotel: sua decisão foi criar a Man Versus Horse Marathonque desde então acontece anualmente na região.

Em 1982, o percurso foi alterando, pensando-se em como tornar a competição mais justa. Graças a isso, mais de 20 anos mais tarde, Huw Lobb conseguiu ser o primeiro homem a chegar antes do cavalo vencedor, por 2 minutos.  

 

test card 5

 

Top3  Cuidado: pista molhada (e melecada)

Em 1973, o garçom de um pub na região da cidade de Maldon foi desafiado a servir, de terno e gravata, uma refeição dentro de um rio. Esse episódio inspirou o que hoje se conhece como Maldon Mud Race, uma corrida que acontece anualmente como evento para caridade. Muitas pessoas, possivelmente inspiradas pelo garçom de terno e gravata, vão à corrida vestindo roupas de gala. 

 

306cd833-42f8-497e-8c43-433f8748dcefHiRes 

Top4  Corrida dos Macacos

 A Gorilla Organization promove, anualmente, a Great Gorilla Run em Londres. Os participantes pagam, junto com a inscrição, pela fantasia de gorila que terão de vestir durante a corrida. O intuito é não só fazer o público se divertir, mas, principalmente, conscientizar a cidade e arrecadar dinheiro para a conservação das 4 únicas espécies de gorilas do mundo, que vivem na África e estão em extinção. Todo ano, além da premiação tradicional da corrida, são reconhecidos também os vencedores das categorias “biggest gorilla team”, “furthest travelled gorilla”, “best dressed female gorilla”, “best dressed male gorilla” e “best training video”.

 1316872583-great-gorilla-run-2011--london_844185

 

 Top5 Tá rolando queijo

Essa talvez seja a mais famosa de todas. O anual Cheese Rolling no Cooper’s Hill acontece perto da cidade de Gloucester, no centro da Inglaterra, a mais de 200 anos. Para cada corrida, um pedaço redondo de queijo de Gloucester é jogado morro abaixo, e o objetivo (utópico, já que o queijo chega a alcançar mais de 100km/h) dos competidores é alcançá-lo. O participante que conseguir chegar primeiro ganha o queijo. Já para os que chegarem em segundo ou terceiro, o prêmio é em dinheiro.

cheese rolling e sua peculiaridade já se tornaram tão populares mundo afora que um aplicativo para celular inspirado nessa competição já foi criado. Nele, você pode escolher um tipo de queijo para perseguir, além de indicar também qual morro você quer descer. Há diversos níveis no jogo, que parece já ser difícil no mundo virtual. Imagina a loucura do cheese rolling de verdade, em que muitos participantes se ferem, e mesmo assim voltam para competir no ano seguinte…

 

 cheese-rolling

[The Insider] Por dentro da maior feira de arte contemporânea do UK

4 anos atrás ----- Blog

Coração do artista americano Jeff Koons

.
Quanto vale essa obra acima? É uma obra do Jeff Koons, um cara que está para a arte contemporânea assim como a Lady Gaga está para a música.

A Frieze é uma feira, mas, embora haja calculadoras e máquinas de cartão de crédito nos estandes, não há etiqueta de preço em nenhuma das obras à venda.

“A gente não fala o preço”, diz uma das assistentes de Koons, com um desdém do tamanho de um godzilla. 
.

Union Jack de brinquedos de plástico

.
Aparentemente, quem pode pagar, não pergunta o preço…

E nada ali é barato. O valor das obras varia de 3 mil a 1,5 milhão de libras!

A feira lota, mas a maioria dos visitantes não é milionário e está lá de curioso. Afinal, é o “contemporary art event of the year”, segundo os organizadores. Muita gente vai para ver e ser vista.

E, segundo o jornal The Guardian, mais esquisito do que as obras, só as pessoas. Realmente, como o pavilhão é enorme, a sensação que a Frieze passa é a de se estar em uma enorme fábrica de sonhos sem pé nem cabeça. 

A feira apresenta mais de 2 mil artistas de 130 galerias do mundo inteiro (inclusive de São Paulo) e dura uma semana. A deste ano, encerrou-se no último domingo.

O blog do Festival foi lá no encerramento ver o que estava rolando. Veja as fotos!
.

1378282_10151927726064395_855315864_n 1392007_10151927724874395_1691105698_n 1395797_10151927729274395_1895028379_n 1378187_10151927729634395_1448555985_n 2013-10-20 18.13.41 2013-10-20 18.13.07 2013-10-20 18.08.18 2013-10-20 17.57.09 2013-10-20 17.59.49 2013-10-20 17.45.36 2013-10-20 17.36.29 2013-10-20 17.34.27

 

.
O infiltrado do CIF no UK

TOP 5 – Frases de Oscar Wilde

4 anos atrás ----- Blog Top 5

.
Oscar Wilde

 

Um dos maiores nomes da literatura da língua inglesa faria 159 anos nesta quarta-feira!

Oscar Wilde segue vivoUma das principais celebridades de seu tempo, o escritor irlandês ganhou notoriedade por seus poemas e peças, além de seu único (e incrível) romance, “O Retrato de Dorian Gray”.

Um defensor inconteste do belo e da arte como oposição ao mundo em processo de industrialização, Wilde era também conhecido pela sua profunda ironia, quase que definindo um estilo britânico de criticar a sociedade. 

Em homenagem a este irlandês que morreu aos 46 anos depois de ser preso por cometer “obscenidades” com outros homens (vê se pode?), eis o nosso TOP 5 – Frases de Oscar Wilde:

   

Top5  “But what is the difference between literature and journalism? …Journalism is unreadable and literature is not read. That is all.” The Critic as Artist, 1891

 

Top4 “To get back my youth I would do anything in the world, except take exercise, get up early, or be respectable.” The Picture of Dorian Gray, 1891

 

Top3 “Gossip is charming! History is merely gossip. But scandal is gossip made tedious by morality.” Lady Windermere’s Fan, 1892

 

Top2 “There is no such thing as a moral or an immoral book. Books are well written or badly written.” The Picture of Dorian Gray, 1891

 

Top1 “We are all in the gutter, but some of us are looking at the stars.” Lady Windermere’s Fan, 1892

 

.
Curtiu? Tem mais abaixo e aqui. Wilde tem centenas de aforismos incríveis, se faltou algum que você gosta, inclua nos comentários!

E se liga nesse vídeo também do Abujamra declamando um dos mais famosos textos do escritor:

 

Mais frases do Wilde

“No man is rich enough to buy back his past.”

“Good resolutions are simply checks that men draw on a bank where they have no account.”

“Men become old, but they never become good.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“I delight in men over seventy, they always offer one the devotion of a lifetime. “
— “A Woman of No Importance”

“How many men there are in modern life who would like to see their past burning to white ashes before them!”
— “An Ideal Husband”

“A man who moralizes is usually a hypocrite, and a woman who moralizes is invariably plain.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“Nowadays all the married men live like bachelors and all the bachelors live like married men.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“I don’t like compliments, and I don’t see why a man should think he is pleasing a woman enormously when he says to her a whole heap of things that he doesn’t mean.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“One should never trust a woman who tells one her real age. A woman who would tell one that, would tell one anything.”
— “A Woman of No Importance”

“Crying is the refuge of plain women but the ruin of pretty ones.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“Men know life too early. Women know life too late. That is the difference between men and women.”
— “A Woman of No Importance”

“Women are meant to be loved, not to be understood.”
— “The Sphinx Without a Secret”

“It takes a thoroughly good woman to do a thoroughly stupid thing.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“I don’t know that women are always rewarded for being charming. I think they are usually punished for it!”
— “An Ideal Husband”

“I don’t think there is a woman in the world who would not be a little flattered if one made love to her. It is that which makes women so irresistibly adorable.”
— “A Woman of No Importance”

“My dear young lady, there was a great deal of truth, I dare say, in what you said, and you looked very pretty while you said it, which is much more important.”
— “A Woman of No Importance”

“Women give to men the very gold of their lives. But they invariably want it back in such very small change.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“I am sick of women who love one. Women who hate one are much more interesting.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“I prefer women with a past. They’re always so damned amusing to talk to.”
— “Lady Windermere’s Fan”

“People who count their chickens before they are hatched, act very wisely, because chickens run about so absurdly that it is impossible to count them accurately.”
— Letter from Paris, dated May 1900

“The more one analyses people, the more all reasons for analysis disappear. Sooner of later one comes to that dreadful universal thing called human nature.”
— “The Decay of Lying”

“The public have an insatiable curiosity to know everything, except what is worth knowing.”
— “The Soul of Man Under Socialism”

“Most men and women are forced to perform parts for which they have no qualification.”
— “Lord Arthur Savile’s Crime”

“It is perfectly monstrous the way people go about, nowadays, saying things against one behind one’s back that are absolutely and entirely true.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“Life is much too important a thing ever to talk seriously about it.”
— Lady Windermere’s Fan, 1892, Act I

“The Book of Life begins with a man and woman in a garden. It ends with Revelations.”
— “A Woman of No Importance”

“Life is never fair…And perhaps it is a good thing for most of us that it is not.”
— “An Ideal Husband”

“You must not find symbols in everything you see. It makes life impossible.”
— “Salome”

“We are each our own devil, and we make this world our hell.”
— “The Duchess of Padua”

“The world is a stage, but the play is badly cast.”
— “Lord Arthur Savile’s Crime”

“Nothing spoils a romance so much as a sense of humor in the woman – or the want of it in the man.”
— “A Woman of No Importance”

“One should always be in love. That is the reason one should never marry.”
— “A Woman of No Importance”

“To love oneself is the beginning of a life-long romance.”
— “An Ideal Husband”

“A kiss may ruin a human life.”
— “A Woman of No Importance”

“A man can be happy with any woman as long as he does not love her.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“Young men want to be faithful and are not; old men want to be faithless and cannot.”
— “The Picture of Dorian Gray”

“Faithfulness is to the emotional life what consistency is to the life of the intellect – simply a confession of failures.”
— “The Picture of Dorian Gray”

(fonte)

Londres – Rio: a linha de metrô que apareceu em Wembley

4 anos atrás ----- Blog

london to rio on the tube

.
Já pensou que maravilha não seria uma linha de metrô dessas?

Por enquanto, está só no plano do futebol.

Inglaterra venceu a Polônia na noite desta quarta no estádio de Wembley por 2×0 e se classificou para a Copa de 2014. E um site de apostas chamado Betfair (apostas esportivas são muito populares no país) foi rápido no gatilho e colou esse pôster na estação de metrô que serve o estádio para comemorar o classificação e chamar a atenção dos torcedores.

Onde está escrito à caneta, lê-se:

“Great service… Leighton Baines to Wayne Rooney sends England through of course, Pack your bags, next stop Brazil!”

Baines e Rooney são jogadores do English Team.

Criativo, não? Os funcionários do metrô até abriram um sorriso, mas logo trataram de tirar o pôster de lá. Mais info aqui.

 

[The Insider] A magia e a influência dos double-deckers

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa The Insider The Insider

Quer chamar a atenção? Cola num double decker

.
Os ônibus vermelhos de dois andares não são meros meios de transporte.

Eles fazem parte da alma de Londres. Sem eles, a cidade não teria o mesmo charme, e os londrinos sabem muito bem disso.

Estes ônibus estão nos sofás das pessoas e no dia mais importante da vida de muitos casais

E como todo mundo está de olho neles, além de ícone de um país e símbolo de transporte público eficiente, os double-deckers viraram também outdoor.

Outdoor de caríssimas campanhas publicitárias como a da foto acima, que promovia uma marca de refrigerante (clique aqui entender como o artista fez o truque de ficar pendurado no ônibus!). E agora outdoor também de campanhas polêmicas sem fins lucrativos.
.

"Algumas pessoas são gays. Supere!"

.
Quando os anúncios pró-ateísmo e pró-casamento gay (foto) tomaram mais de 1000 ônibus da capital inglesa ano passado, o rebuliço foi geral. Tanto a favor, quanto contra. 

Instituições cristãs logo compraram anúncios com mensagens contrárias. Só que, sem ganhar a mesma simpatia do público e do governo da cidade, perderam a batalha. O anúncio anti-gay não contribuía para uma “tolerant and inclusive London”, segundo a autoridade de transporte da cidade, e acabou vetado. Já a propaganda do “Deus existe” foi aceita, mas não era tão criativa, nem polêmica, quanto a rival, e simplesmente não chamou muita atenção.

O anúncio “Some people are gay. Get over it!” (em tradução livre: “algumas pessoas são gays. Supere isso!”) foi particularmente muito bem sucedido.

Ainda em circulação em alguns ônibus da cidade, ele fazia parte da campanha pró-casamento de pessoas do mesmo sexo na Inglaterra. Campanha esta que conquistou seu objetivo! Em julho deste ano, a lei do “same sex marriage” foi aprovada no Parlamento. Entra em vigor em 2014 e, segundo a Stonewall – a ONG que bolou a campanha do ônibus – o Reino Unido deve celebrar seu primeiro casamento gay agora em janeiro.

A lei não foi aprovada por conta do anúncio, claro. A campanha do “get over” já existia antes, mas atingiu outro patamar depois que apareceu nos ônibus da cidade. Foi quando ela tomou conta de um território sagrado. 

Sim, o melhor jeito de ver Londres é da janela do segundo andar de um double decker. Só que agora, além de passear dentro deles, mais do que nunca vale também ficar de olho neles. Esses ônibus ditam tendência.
.

"Existe definitivamente um deus"

.

160 anos de história

Londres tem transporte público de dois andares desde antes da invenção do automóvel. Double-deckers puxados a cavalo começaram a rodar na cidade ainda na década de 1850.

Em 1910 a cidade ganhou sua primeira frota motorizada. Mas só em 1956 surgiu o Routemaster, o modelo de double-decker que transformou o ônibus de Londres no símbolo que é hoje.

As carruagens double-deckers do século XIXScreen Shot 2013-10-13 at 23.06.42

.
Os Routemasters serviram os londrinos até 2005, quando foram definitivamente substituídos por ônibus mais modernos e confortáveis. Em 2012, porém, o clamor da população da capital inglesa fez com que as autoridades recolocassem alguns Routemasters em circulação (em algumas poucas linhas, como a 15, mais turísticas e menos vitais para o commuting).

Sabia que São Paulo também já teve seu ônibus de dois andares vermelho?

Este ano, pela primeira vez em 50 anos, há um novo double-decker desenhado especialmente para Londres em circulação. É este da foto abaixo, chamado New Bus for London. Ele é super silencioso, mais espaçoso, confortável e eco-friendly, e já roda em três linhas da cidade. 

Mais de 600 devem estar nas ruas até 2016.

Os ônibus de dois andares não envelhecem, nem perdem a magia, e são cada vez mais importantes para os britânicos.
.

new bus for london
.

.
* O insider do Cultura Inglesa Festival escreve de Londres (ou de qualquer outra parte da Inglaterra) semanalmente. Acompanhe nossas redes sociais pra ficar por dentro!  🙂

“Novo”, o novo álbum de Sir Paul McCartney, cai na rede

4 anos atrás ----- Blog

O disco novo do Paul McCartney, que se chama simplesmente New, vai ser lançado oficialmente só no dia 14 de outubro, mas já pode ser ouvido na internet, como nesse site.

O disco tem 12 músicas (quase todas novas) e é o primeiro disco que o ex-Beatle depois de 6 anos de hiato!

Uma das faixas, “On My Way to Work”, fala sobre as idas de Paul ao seu primeiro emprego. Antes de ficar famosos, ele trabalhou num caminhão de entregas de uma empresa de Liverpool chamada Speedy Prompt Delivery! 

Curtiu o New? Mais info no site oficial.
.