Web Content Viewer
Cultura Inglesa janeiro | 2013 | Blog – Cultura Inglesa

Mês: janeiro 2013

Os 21 perrengues de um típico inglês

4 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa


.

Os ingleses são seres cheios de excentricidades, como por exemplo a estranha mania de pedir desculpas por tudo.

O BuzzFeed reuniu uma hilária lista com os “21 problemas incríveis dos britânicos”. Tem pérolas como “Eu perguntei se alguém queria o último biscoito do pacote. Alguém aceitou”.

Veja abaixo alguns destes problemas engraçadinhos traduzidos pro português. A lista completa (em inglês) está aqui: http://www.buzzfeed.com/expresident/british-people-problems:

.
Apertei sem querer a campainha do ônibus no ponto anterior ao meu. Ao invés de explicar meu engano para o motorista, desci e caminhei o resto do caminho.


Meu gato miou durante os dois minutos de silêncio. Eu nunca me senti tão envergonhado, apesar de estar sozinho com ele.


Ao cortar meu cabelo, o barbeiro perguntou se estava bom. Eu disse que sim. Mas não estava.


Eu disse ‘obrigado’ enquanto um guarda me multava.


Eu não posso deixar de pensar nas pessoas que tomam chá com açúcar como intelectualmente inferiores.

.

The Cure de volta ao Brasil!

4 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=n3nPiBai66M[/youtube]

.
Não, nao vai ser no 17º Cultura Inglesa Festival, mas vamos lá do mesmo jeito. Uma das mais icônicas bandas inglesas e símbolo de uma geração voltará ao solo brasileiro!

The Cure acabou de anunciar duas datas, 4 de abril no Rio de Janeiro e 6 de abril em São Paulo.

Desde 1979, com o lançamento de “Three Imaginary Boys”, até hoje em dia, a banda liderada por Robert Smith ajudou a definir a incrível capacidade dos britânicos em fazer rock de primeira. 

 

Clássicos da literatura britânica em forma de tuítes

4 anos atrás ----- Blog

.
Desde o surgimento do Twitter, muita gente criativa está fazendo literatura no formado de tuítes. Desde os famosos microcontos (histórias com começo, meio e fim em 140 caracteres), até releituras de clássicos.

Os grandes nomes da literatura britânica também já ganhar sua versão “tuiteriana”. Por exemplo, a Folha de São Paulo convidou alguns escritores brasileiros para fazer interpretações de Ulisses, clássico de James Joyce, em razão do aniversário de 90 anos da obra. 

Mas o grande registro deste fenômeno é o livro Twitterature, lançado em 2009, com versões para King Lear, de Shakespeare, Metamorfose, de Kafka, entre vários outros títulos.

Os ingleses estão bem representados na lista! Veja abaixo como ficou a versão para os sete livros da saga Harry Potter (se você não leu nenhuma das obras e pretende, aviso: contém spoiler)! 
. 

.
@NotoriousHP
 

Hello everyone from under the stairs! Aunt and Uncle threw me under here again. Gosh, life is so hard. 
 

That fat fuck Dudley stole all my food! I wish something good or at least interesting would happen to me.


OMG I’m a WIZARD! And my parents are DEAD WIZARDS! Off to magic boarding school. PEACE BITCHES!


OMG Hogwarts OMG I have two friends OMG magic OMG the Slytherins are Nazis OMG there is an EVIL WIZARD out to get me.


Snape a douche! Dumbledore a wise man (but maybe gay?). Voldemort tried to kill me! Flying broomstick! Battle over magic crack-rock!


OMG the year’s over. Time goes fast when you’re having fun. Goes slow if you have to read seven books with lots of adverbs. 


Back to school! Should be a great year! I hope nothing crazy happens like last time.


No! Voledemort is trying to wreck my shit up AGAIN!! I am TIRED of these MOTHERFUCKING SNAKES IN THIS MOTHERFUCKING CASTLE!


Back to school AGAIN! This year definitely better! A dude who tried to kill me turned out OK. Sometimes misunderstandings happen. LOL.


Oh man, big tournament at my school this year!! PSYCHED! I hope nobody dies this year, and every year as if by clockwork.


Competing in a tournament. Also: is it just me, or should they really have a tougher vetting process for Dark Arts teachers?


OMFG VOLDEMORT AGAIN. Don’t worry, I have the hang of this by now. Plus there’s a secret society out to protect me. Give up already LV.


I AM UNDERGOING A LOT OF ANGST RIGHT NOW. And this Asian girl is giving me a major hard-on. Blue balls suck. No magic potion for it either.


Don’t believe anyone who says Voldemort isn’t back AGAIN. I KNOW WHAT I SAW!


Big brawl at Ministry of Magic! Sirius is dead. Super-pissed. I just used the torture spell, didn’t I? I’m going to Azkaban now, aren’t I?


Back to school again! Boy, everything better go well this year or I’m going to eat a wand.


Hey! My friend’s sister is totally hot for me. Feels a bit dirty, but yeah baby, you like my scar, don’t you? Wanna see my wand?


SNAPE KILLED DUMBLEDORE WTF WTF WTF WTF WTF? THIS IS LIKE THE BIGGEST CLIFFHANGER EVER!!!


Sometimes this guy, Tom, keeps showing up. I don’t want him around but I don’t have the heart to tell him, because he killed my parents.


NM last tweet. Killed him. Something about a prophecy. Who cares? Last seven years have felt like same one, over and over.

TOP 5 curiosidades sobre Sherlock Holmes

4 anos atrás ----- Blog BritQuiz

.
Quem é o investigador mais popular de todos os tempos? A resposta é elementar, meu caro Watson…

Mas, como essa própria fase, nem tudo sobre Sherlock Holmes é elementar. Veja abaixo cinco curiosidades sobre o personagem de Sir Arthur Conan Doyle.

(O número 2 deste Top 5 responde a pergunta do BritQuiz “quem foi o ator que mais interpretou Sherlock Holmes?”)
. 

Nas histórias do detetive, Sherlock sempre morou à Rua Baker, 221B, Londres. No entanto, o endereço nunca existiu. Mas foi criado, para sediar o Museu Holmes! 

Pelas suas contribuições para a pesquisa forense, Sherlock Holmes entrou para a Royal Academy of Chemistry em 2002. É o único personagem fictício a fazer parte dos quadros da academia.

O personagem foi criado 1887 na obra “A Study in Scarlet”, e desde então apareceu em 60 outras obras do escocês Arthur Conan Doyle, sendo 56 contos e quatro romances.

Ele é o personagem mais retratado em programas de TV e filmes, segundo o Guiness Book, com a incrível marca de 254 aparacições! O ator que mais viveu o detetive foi o ator sul-africano Basil Rathbone (foto aí em cima), que entre 1939 e 1953 fez 14 filmes e 1 série de TV!

Apesar de amplamente citada (inclusive neste post), a frase “elementar, meu caro Watson” nunca foi dita pelo Sherlock Holmes original. Ela não aparece em nenhuma das histórias de Arthur Conan Doyle! Quem a cita pela primeira vez é o escritor P.G. Wodehouse em um romance de 1915.

Livro inacabado de C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien é encontrado em Oxford

4 anos atrás ----- Blog

.
Na Universidade de Oxford, durante as décadas de 1930 e 1940, existia um grupo de discussões literárias chamado Inklings. Um dos membros deste grupo eram J. R. R. Tolkien (foto acima) e C. S. Lewis, que lecionavam na mesma instituição!

Os autores de Senhor dos Anéis e Crônicas de Nárnia eram amigos e trocavam figurinhas sobre suas histórias e teorias sobre as atividades de escrita. E não é que um pesquisador encontrou, em uma biblioteca desta universidade, um manuscrito escrito por C. S. Lewis com comentários e notas de Tolkien? 

O título do livro inacabado seria Language and Human Nature, e parece ser um artigo acadêmico recheado de anotações sobre as histórias relatadas na mais importante obra de Lewis. Veja mais detalhes desta história neste post da Superinteressante.  

.

.
Neste post tem dica pra você se dar bem no Parada Inglesa. Clique na imagem e jogue no Facebook!

Música inédita de Noel Gallagher cai no YouTube

4 anos atrás ----- Blog

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=51a3V6yMWHE[/youtube]

.
Os fãs de Noel Gallagher tiveram uma grata surpresa nesta terça-feira. O ex-líder do Oasis, que se prepara para o concerto beneficente que fará com Damon Albarn e Graham Coxon (dupla da ex banda rival Blur) em março, teve uma demo que saiu na internet.

A música inédita provavelmente foi gravada em 2010 e apareceu no Youtube. Ouça aí em cima! Gostou? 

Aproveite e confira o guia que preparamos sobre as composições do Oasis!

 

Conheça Jane Austen, uma das escritoras mais lidas da literatura inglesa

4 anos atrás ----- Blog

.

.
Uma das maiores escritoras inglesas teve pouco reconhecimento em vida.

No entanto, Jane Austen é lembrada até hoje pelas suas obras, especialmente Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, que inspiraram diversos livros e filmes. O mais famoso deles talvez seja a versão de 2005 para ‘Orgulho e Preconceito’, estrelado por Keira Knightley.

Jane Austen nasceu em 1775 em uma pequena cidade agrária da Inglaterra. Viveu, portanto, um pouco antes da Era Vitoriana e começou a escrever desde cedo, influenciada pela sua família, que vivia de alugueis de imóveis (a prática tinha até sua própria classe social).

Desde o começa já mostrava talento e uma postura crítica em seus textos realistas e em suas sátiras às obras correntes em sua época.

Seus livros da juventude eram, segundo alguns críticos, “anárquicos”, e ela já foi chamada até de Monty Python do século XVIII!

No entanto, foi somente depois da publicação de Razão e Sensibilidade, em 1811, que as pessoas passaram a conhecê-la. Entre os fãs, havia um especial: o príncipe da Inglaterra!

Os próximos romances da escritora não fizeram tanto sucesso. Ela foi reaparecer com força na cultura britânica somente depois da década de 1930, com os estudos dos revisionistas e das teorias pós-colonialistas e feministas.

Hoje ela é uma das autoras mais populares da literatura britânica.

Já leu algum livro de Jane Austen?
.

.
Neste post tem dica pra você se dar bem no Parada Inglesa. Clique na imagem e jogue no Facebook!

“E se fosse britânico?” – Fernando de Noronha

4 anos atrás ----- Blog Infográficos & Ilustrações

Na quarta ilustração da série “What it if was British”, imaginamos como seria se a ilha de Fernando Noronha fosse parte do Império da Rainha, assim como as Ilhas Malvinas (ou Falkland)? 

O assunto voltou à tona depois que Cristina Kirchner voltou a reivindicar a posse do território das Malvinas/Falklands em carta aberta endereçada a David Cameron, no Guardian. Os habitantes da ilha decidirão se continuarão como parte do Império Britânico ou se voltam a integrar a Argentina em referendo a ser realizado em março deste ano.

Quem assina a série é o ilustrador Diego Sanches. Veja a série completa aqui.
.