Web Content Viewer
Cultura Inglesa abril | 2012 | Blog – Cultura Inglesa

Mês: abril 2012

Barry Fratelli, DJ do 16CIF, já animou até torcida de futebol

5 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=rUouS-oOZBk&list=UUmykRIhzFe7bkZYd5MdnokA&index=1&feature=plcp[/youtube]
. 
O nome do cara é Barry Wallace. Ou será mesmo Barry Fratelli?

O músico que vai comandar uma das baladas do 16CIF, foi fundador e baixista do Fratellis, banda de rock de Glasgow. Há quem diga que o grupo tirou o nome do filme The Goonies, do Spielberg (na história, Fratellis era a família inimiga). O trio afirma que o nome realmente vem do sobrenome do baixista.

O problema é que os Fratellis passaram boa parte dos últimos anos criando mentirinhas para imprensa (e até fizeram música sobre isso).

Bem, seja como for, Barry será sempre um Fratelli.
. 

De crupiê profissional à aposta do rock britânico

The Fratellis, banda de rock de Glasgow, não teve lá uma vida muito longa. Começou em 2004, com um anúncio em uma loja de CDs. Até entao, o Barry, Jon e Mince dividiam o tempo entre a música e trabalhos aleatórios. Barry, fã de Elvis e The Who, já havia sido crupiê profissional, Mince era domador de leões e Jon trabalhava em uma casa de idosos. Ok, isso talvez faça parte das meias verdades que eles contavam… Mas o que vem a seguir é real.

O primeiro show da banda aconteceu em 2005. Em 2006, a NME já chamava o Fratellis de “melhor banda nova da Grã-Bretanha”, antes mesmo de sair o primeiro álbum, Costello Music. 2007 foi um ano de muitos prêmios (incluindo um BRIT Award) e muitos shows. Em 2008 veio o segundo álbum e, no final de 2009, cada um já estava em outro canto, com projetos solos e bandas novas.

Mas suas músicas, divertidíssimas, não saem da cabeça de quem já ouviu. Uma mistura de Beatles e Kinks com um estilo meio Clash, como já descreveu um editor da Rolling Stone. Um som frenético e despretensioso.

A faixa que conquistou de vez a inglesada foi “Chelsea Dagger”, que o vocalista Jon Lawler escreveu inspirado por sua namorada na época, uma dançarina. O “dadaDa dadaDa dadadaDada” da música se tornou obrigatório em partidas de futebol na ilha da rainha (veja o vídeo acima!).

Hoje, além de tocar na banda The Twang, Barry é DJ e, como não podia faltar, vai mostrar o quanto sabe de música no 16CIF. Com seu estilo Fratelli, pode esperar uma balada bem divertida.
. 

☆ A balada do Fratelli é dia 26 de maio, no Beco203. Saiba mais.

Bem-vindo ao mundo do mockumentário, onde tudo pode acontecer…

5 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=GXmaS1ZzpA8[/youtube]

Bizarro demais para ser verdade?

Se você está vendo um documentário e não para de pensar que é tudo encenação, cuidado: você pode estar diante de um mockumentário!

É exatamente isso que a palavra diz: um documentário que zomba da realidade, um “mock documentary”. um filme que usa da linguagem documental para documentar uma história de mentira. Um documentário falso. Mas, às vezes, tão bem feito e recheado de referências reais, que você só descobre que é tudo mentira no final, na hora dos créditos.
. 

O dia em que a BBC fez inglês procurar pé de spaguetti

É difícil dizer qual foi o primeiro mockumentário da história (o gênero só ganhou nome na década de 80, com o filme This Is Spinal Tap). Mas é fato que muitos filmes do tipo surgiram como uma mentira de 1° de abril.

É o caso do curta Swiss Spaghetti Harvest, um filme sobre uma plantação de spaguetti na Suíça (sim, é isso mesmo), transmitido pela BBC no dia da mentira, em 1957 (leia essa história aqui).
. 

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=qUW8JsLDsNo[/youtube]

E quem nunca contou uma mentirinha?

Vários diretores renomados já se aventuraram pelo mundo do mockumentário. Só o Woody Allen fez dois: “Um Assaltante Bem Trapalhão”, sobre um fictício ladrão de banco, e “Zelig”, sobre um homem cameleão (veja um trecho acima).

Peter Jackson é outro bem chegado a uma mentirinha. Antes de embarcar na trilogia “O Senhor dos Aneis”, o diretor fez “Forgotten Silver”. O filme, com inúmeros depoimentos, conta a historia do cineasta neozelandês Colin McKenzie, um grande inovador do cinema, que teria inventado o filme colorido e tantas outras novidades do cinema moderno. Bem, se tivesse existido, claro.
.

A mostra do 16CIF

No Festival este ano, traremos um bela seleção de mocumentários britânicos para você. Confira a programação e não se esqueça: é tudo mentira!

Conheça mais um DJ do 16CIF: Renato Cohen

5 anos atrás ----- Blog

Renato Cohen é um dos maiores nomes da música eletrônica brasileira, e vai tocar no 16CIF!

O paulistano começou a trabalhar com a música eletrônica antes mesmo do Brasil ter uma cena consolidada neste estilo, e ajudou a colocar o país no cenário internacional.

Misturando house, eletro, funk e alguns estilos tipicamente brasileiros, Renato procurou criar uma sonoridade própria de seu país. Suas inovações o levaram para tocar nas mais importantes baladas mundiais, de Ibiza a Amsterdã.

Ele irá se apresentar junto com o DJ inglês Funk D’Void, outro nome de peso da música eletrônica. Confira na programação as datas!

Você pode ouvir o som dele no Soundcloud. Veja também o clipe de uma das músicas de Renato Cohen.

[youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=zBEgyDODMqg[/youtube]

Quem foi Franz Ferdinand?

5 anos atrás ----- Blog

Franz Ferdinand não é só uma das bandas mais incríveis que a Escócia produziu nos últimos tempos. É também o nome de uma figura importante da história do século XX.

Franz Ferdinand Karl Ludwig Joseph Maria von Österreich-Este (um nome grande que em português fica “Francisco Fernando Carlos Luís José Maria de Áustria-Este”) era arquiduque da Áustria.

Seu assassinato, em 1914, é conhecido historicamente como o estopim da 1ª Guerra Mundial.

Além de ser reconhecido pelo seu papel num dos maiores conflitos da história, ele também viveu um caso de amor ousado. Dono de um bigode estiloso, o cara se apaixonou pela dama de companhia de uma nobre da sua corte chamada Sofia.

Só que ele foi proibido de casar com ela, já que ela não tinha a ascendência nobre necessária para se casar com um arquiduque, herdeiro do trono do Império Áustrio-Húngaro.

Mapa do Império Austr-Húngaro

No final das contas, eles se casaram, mas ela não teve nenhuma regalia com o casamento. Tanto é que, em 1914, quando os dois foram mortos pelo grupo terrorista “Mão Negra”, poucas cerimônias foram feitas para homenagear os dois, já que Sofia não estava “à altura” de tais homenagens.

A banda já contou que não teve um motivo especial para batizar o grupo com o nome do arquiduque. Eles queriam um nome que soasse bem, com repetições de consoantes… Daí foram procurar referências na literatura e história, e esbarraram no bigodudo austro-húngaro. 

Enfim, a guerra acabou, e o que ficou dessa história é o nome de inspiração para nosso headliner. Franz Ferdinand vem aí dia 25 de maio!

b_arco

5 anos atrás ----- Sem categoria

O b_arco é um centro cultural contemporâneo. Um espaço multimídia criado para integrar em um ambiente extra-acadêmico, as diferentes áreas da cultura. Um lugar inovador. Laboratório de pesquisa artística intelectual comprometido com transmissão, difusão e promoção do conhecimento em todas os segmentos culturais: das artes plásticas à música, da literatura às artes cênicas, da filosofia ao audiovisual.

www.obarco.com.br

Um dia na vida dos Beatles no estilo mocumentário

5 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa


.
Este ano o 16° Cultura Inglesa Festival vai ter uma mostra de cinema dedicada aos mockumentaries. Você já transitou por esse mundo?

Um dos primeiros filmes feitos no estilo de mockumentary foi dos Beatles!

E logo o primeiro filme do quarteto: A Hard Day’s Night, de 1964 (uma bela estreia, por sinal).

Sem correr em tom de documentário de fato, o filme tenta se passar por um retrato de um dia típico na vida da banda, explorando toda a fama e, claro, o humor de John, Paul, Ringo e George.

O incrível é que o roteiro é tão bom que as falas parecem mesmo frases que os músicos diriam normalmente. Um dos pontos altos é a cena da coletiva de imprensa (confira acima). “Como você encontrou os Estados Unidos?”, um jornalista pergunta ao John. “Virando à esquerda na Groelândia”, ele responde simplesmente.  “Você sai muito com o seu pai?”, lançam para o Paul, que manda de um volta um “Não, somos apenas bons amigos”. Típicas tiradas beatlenianas!

No documentário The Beatles Anthology (este sim de verdade), Ringo admite que realmente não estava atuando em sua cena mais famosa no filme. Bem, na verdade ele deveria atuar, mas a ressaca da noite anterior não permitiu. Ele apenas fez o que o seu corpo mandava no momento. Acordar cedo para as filmagens, afinal, não fazia parte da rotina do músico.

Os Beatles serviram de inspiração para um dos mocumentários que vão passar no 16CIF: The Rutles! E esse filme foi feito por ninguém menos que Eric Idle, o ex-Monty Python.
. 

Beatles 3000

Não ficou só aos próprios músicos o privilégio de fazer piada sobre a Beatlemania. O comediante norte-americano Scott Gairdner fez um mockumentary curto sobre a história Beatles, só que contada daqui mil anos. Assista abaixo e vá se preparando para os mockumentaries que vêm aí no 16CIF!
.

Como Andy Blake, só no boca-a-boca, conquistou pistas do mundo inteiro

5 anos atrás ----- Blog Cultura Inglesa


.
Andy Blake, DJ que vai comandar a primeira balada do 16 CIF, é um dos caras mais legais e competentes da música eletrônica hoje em dia. Quer prova? Basta uma palavra: Dissident.

Esse é o selo que o artista britânico criou para lançar música de amigos seus – e acabou se tornando nome cultuadíssimo entre os bons entendedores de música eletrônica.

Não apenas porque, com ele, Blake levou às pistas o trabalho de muita gente boa (no início, amigos, e depois outros artistas que não conseguiam apoio de gravadoras e acabavam por procurá-lo), mas pela forma com ele o fez: pegando a contramão de qualquer regra da indústria da música de hoje em dia.
.

Uma gravadora diferente 

Não criou site ou página no MySpace, não colocou música na web, não fez marketing algum. A gravadora até virou uma espécie de mistério, tamanha era a falta de divulgação. Tudo era lançado em vinil (de apenas um lado!), em edições limitadas que não passavam de 200 unidades.

Amador? Não, Blake se preocupava apenas com a parte mais importante do negócio: a música. Era só som de primeira, de diversas vertentes do eletrônico, gravado em perfeita qualidade. E não é que deu certo?

Infelizmente, se você não conheceu a Dissident, sentimos dizer que agora já é tarde. Blake encerrou sua história com o selo em 2009, quando partiu para outros projetos. Foram pouco mais de 2 anos de trabalho e quase 60 vinis lançados (disquinhos que hoje são peças de colecionadores espalhados pelo mundo).

Agora não perca a chance de ver esse gênio em ação, ok?

Marca aí na agenda: balada com Andy Blake no Studio SP Vila Madalena dia 25 de maio!

Mais um escocês no 16CIF: Barry Fratelli ataca de DJ

5 anos atrás ----- Blog

 [youtube width=”650″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=qpeajp3tzRg[/youtube]

A Escócia está muito bem representada no #16CIF. Não bastasse o Franz Ferdinand, o Festival traz também outro nome bem conhecido do público brasileiro.

Trata-se de Barry Fratelli, baixista do The Fratellis, que vem mostrar seus dotes como DJ nas baladas do 16º Cultura Inglesa Festival.

Sua banda foi já considerada uma das maiores promessas da música britânica e tem uma legião de fãs em todo mundo. O The Fratellis está num hiato, mas Barry Fratelli continua na ativa nas pistas e tocando com a banda The Twang.

Em São Paulo, ele discoteca no Beco 203, em Sorocaba, no Asteroid, e em São José dos Campos no Anexo.
. 

Descubra todas as baladas do Festival!

Student Travel Bureau

5 anos atrás ----- Sem categoria

A cada ano, 50 mil jovens embarcam para o exterior com os serviços da Student Travel Bureau. Desde 1971, a empresa oferece variados programas de viagem, com cursos de idiomas ou extensão universitária, experiência de trabalho, au pair e turismo. A STB é também o recrutador exclusivo de brasileiros para os programas de trabalho da Disney.

www.stb.com.br