Web Content Viewer
Cultura Inglesa Blog – Cultura Inglesa | Só mais um site WordPress

What to say to a ‘gringo’ during Carnival?

1 dia atrás ----- Blog

Sugestão de vocabulário se precisar falar inglês neste carnaval:

💬 “Is it your fist time in Brazil?” = é sua primeira vez no Brasil?

💬 “Hey, hold your horses” = calma lá, vai devagar

💬“You’re way out of my league” = você é muita areia para o meu caminhãozinho

💬 “Oh, you’re so cute” = você é tão fofo/fofa

💬 “I think it was love at first sight” = acho que foi amor à primeira vista

💬 “I’m single and ready to mingle” = estou solteiro na pista

💬 “Are you having a good time?” = você está se divertindo?

💬 “Be careful with pick pockets” = Cuidado com os batedores de cartera

💬 “I need a wingman to build up the courage” = Preciso de um braço direito (um amigo/amiga para sair “à caça” com você) para criar coragem

💬 “She/he just made eyes at me” = acabamos de nos olhar, fazer contato visual

💬 “I have a crush on you” = tenho uma atração por você

Quer se aprofundar nestas conversas temáticas? Confira um dos nossos workshops de conversação 😉

Top 5 – Tradições mais britânicas de Natal

2 mêses atrás ----- Blog Top 5

Tem uma tradição natalina britânica que se espalhou por todos os países de língua inglesa: beijar alguém debaixo da árvore do visco (“mistletoe”, em inglês). Uma outra tradição ficou mesmo só na Inglaterra: em vez de “Esqueceram de Mim”, os britânicos costumam assistir Love Actually na tevê TODO ANO!

Confira as Top 5 Tradições de Natal britânicas:

Screen Shot 2016-12-16 at 13.52.34
No Reino Unido, diz-se que quem mantém as decorações por mais de 12 dias depois do Natal vai ter má sorte no novo ano. As fairy lights são montadas nas casas com bastante antecedência, mas assim que o natal termina, elas somem!

Screen Shot 2016-12-16 at 13.57.19


Essa tradição
começou há mais de 80 anos, quando o rei George V fez um discurso público no dia do Natal, às 3 horas da tarde. Transmitido então pelo rádio, o discurso se mantém até hoje, mas agora também vai ao ar pela TV e pela internet. A Rainha Elizabeth II fala com todas as nações da Commonwealth no dia do Natal há 64 anos! Haja criatividade para tanta mensagem natalina…

Screen Shot 2016-12-16 at 14.23.42

1995964
Assim como o discurso da rainha e o filme Love Actually, o especial de Natal do Doctor Who também faz todo mundo sentar apertadinho no sofá – neste caso, para assistir o episódio inédito (e normalmente eletrizante) na BBC.

Screen Shot 2016-12-16 at 14.25.21

silhouette-advent-calendar

As quatro semanas antecedentes ao Natal são chamadas pelos cristãos de advento. É um tempo de reflexão e arrependimento, mas também de ansiedade pela chegada do 25 de dezembro. No Reino Unido, o aspecto religioso se esvaiu e essa tradição acabou virando um calendário divertido, o Advent Calendar. Com pequenas portinhas, esse calendário pode contar histórias, poemas ou esconder pequenos presentes para cada um dos dias de dezembro que antecedem o Natal.

Screen Shot 2016-12-16 at 14.27.41

crackers_2435260b

Essa tradição, presente também em toda a Commonwealth, é uma das mais populares do Natal britânico. No dia 25, durante o chamado mid-day dinner, cada pessoa sentada à mesa recebe um cracker, que é um rolinho de papelão embalado, como se fosse um bom-bom, em um papel de presente. Puxando as pontas dessa embalagem, abrem-se os crackers, e de dentro saem presentinhos, poemas, piadas ou coroas de papel. Essas coroas, depois, costumam ser usadas por todos os convidados durante a ceia.

Merry Christmas, everyone!!

10 coisas incríveis que você nao sabia sobre Londres

2 mêses atrás ----- Blog Sem categoria


1) Londres sofreu com um misterioso nevoeiro assassino
Uma “fog” (névoa, nevoeiro, neblina) tirou a vida de 4 mil londrinos e deixou outros 150 mil feridos em dezembro de 1952. O mistério da “killer fog” perdurou por mais de 50 anos! Mês passado, finalmente os cientistas solucionaram o caso: um denso nevoeiro (algo que é super comum na cidade durante o inverno) se misturou com a fumaça das chaminés e das fábricas que queimavam carvão de baixa qualidade e virou uma nuvem tóxica rica em ácido sulfúrico.
Como essa mistura da poluição com o nevoeiro virou ácido sulfúrico, porém, ninguém sabe ainda.

2) Chove mais no Rio do que em Londres
Sim! Apesar da fama, não chove tanto assim na capital inglesa. Em média, chove em 29% dos dias do ano: menos do que em Miami, Rio, Milão e Nova York, por exemplo. Rá rá.

Screen Shot 2016-12-06 at 00.16.443) A cidade é um grande Big Brother
CCTV é um termo conhecido por todo londrino. A abreviatura quer dizer “Closed-Circuit Television”. É impossível você passar por Londres sem ser flagrado por uma “CCTV camera”: elas são quase meio milhão e estão em todos os cantos da cidade. As autoridades usam as câmeras tanto para caçar ladrão (95% dos crimes de assassinato usam suas gravações como evidência), como para verificar se os carros que andam no centro pagaram o pedágio urbano.

4) É proibido morrer no Parlamento
Sim, está na lei: no famoso Parlamento Britânico não se pode morrer. No mínimo 4 pessoas faleceram por lá, porém, e elas não receberam qualquer punição.

5) A estação de metrô dos mortos
A estação de Aldgate (lê-se como “portão velho”: old gate) no leste de Londres foi construída acima de uma cova coletiva. Estão enterradas lá mais de 1,000 vítimas da peste bubônica que devastou a Europa no século XVII.

Screen Shot 2016-12-05 at 23.14.216) A cidade de Londres é minúscula
A Londres que você conhece é na verdade uma coleção de diferentes burgos, distritos e antigas vilas. O que (até hoje!) se chama de City of London é uma área de apenas 3 km quadrados bem no coração da Grande Londres. Hoje o bairro é o centro financeiro e administrativo da capital.

No mapa acima (de 1300), você vê que a antiga cidade era limitada pelo rio Tâmisa, o rio Fleet (que não existe mais), a Tower of London (castelo) e o muro construído pelo Império Romano. Esta área é exatamente o que hoje os londrinos chamam de “City”.

Screen Shot 2016-12-06 at 00.25.157) A maioria do Underground fica em cima da terra
55% do metrô de Londres — que se chama “underground” (“subterrâneo”) em inglês — corre, na verdade, pela superfície. Agora não dá mais para mudar o nome porque já existe um outro sistema de trem urbano na cidade chamado Overground.

8) Taxista tem memória de elefante
Não é para qualquer um. Para virar um “cab driver” (taxista) em Londres você tem que gabaritar uma temida prova chamada “The Knowledge”. E para tal, é preciso decorar nada mais, nada menos que 25 mil ruas, 320 rotas e 20 mil pontos de interesse. Vai que dá pau no GPS, né? 

9) O ônibus de dois andares fantasma
Não leia a história a seguir se estiver sozinho. Em 1934, um motorista desviou de um double-decker numa rua perto do bairro de Notting Hill, oeste de Londres, bateu o carro e morreu. Nenhuma testemunha, porém, viu o double-decker. Depois do acidente, pessoas relataram ver no mesmo local, sempre em maio e de madrugada, um ônibus de dois andares da linha 7 com os faróis apagados andando rápido e sem motorista. Os carros desviavam do ônibus e quando olhavam para trás, não havia ônibus nenhum. O último relato é de 1990 (a configuração da rua foi alterada e, aparentemente, o double-decker fantasma sumiu de vez). Este ônibus mal-assombrado é conhecido como o ghost bus de Cambridge Gardens.

10) Londres já chamou Augusta
A cidade já teve muitos nomes, a maioria derivados ou parecidos com “Londinium”. Mas por volta do ano 368 a cidade virou oficialmente Augusta para ganhar mais importância dentro do Império Romano. O nome não pegou. O que pegou foi o apelido de “Big Smoke” devido aos nevoeiros (comuns desde sempre, mas intensificados com a revolução industrial). O apelido voltou durante a década de 1950 na época da “killer fog”.

Siga nossas redes sociais para ficar por dentro da cultura britânica!

Todos os principais times ingleses prestam homenagem à Chape

2 mêses atrás ----- Blog Sem categoria

 

Wayne Rooney, astro do Manchester United, também prestou suas condolências:

A Inglaterra já sentiu na pele uma tragédia como esta que aconteceu com a Chapecoense. Em 1958, o avião do time do Manchester United caiu em Munique matando 23 pessoas, praticamente o time inteiro da época. Que essa força que vem de todas as partes do mundo ajude Chapecó a atravessar este momento tão triste.